• Home
  • Durante conferência, pecuaristas dizem que veganos são ‘uma minoria com vozes muito altas’

Durante conferência, pecuaristas dizem que veganos são ‘uma minoria com vozes muito altas’

0 comments

Durante a Semex International Dairy Conference 2018, conferência internacional promovida pela indústria leiteira, que foi realizada em Glasgow, na Escócia, entre os dias 14 e 16 de janeiro, pecuaristas demonstraram o quanto estão se sentindo ameaçados pelo veganismo.

Ativismo vegano faz pecuaristas se sentirem ameaçados (Foto: Divulgação)

De acordo com informações do jornal britânico The Courier, encontrar formas de contra-atacar o ativismo argumentativo dos veganos foi o principal assunto discutido pelos participantes da conferência.

A presidente da Dairy UK, uma das mais importantes associações da indústria do leite no Reino Unido, Dra. Judith Bryans, afirmou que os veganos são “uma minoria com vozes muito altas”.

De acordo com Judith, a Dairy UK irá lançar uma campanha publicitária nos metrôs e trens do Reino Unido com o objetivo de combater o crescimento do veganismo na região. O valor estimado para a campanha é de R$ 2,2, milhões.

As vendas de produtos vegetais que substituem o leite de origem animal subiram 17% no Reino Unido, segundo informações divulgadas pelo portal Vista-se. Desse percentual, 11% representa pessoas intolerantes à lactose, o que indica que o restante pode ter sido resultado da influência do ativismo vegano.

Vacas exploradas para a produção de leite (Foto: Divulgação)

As redes sociais são fiéis aliadas dos ativistas, que as utilizam para divulgar informações acerca dos malefícios da indústria de leite, tantos para humanos, para o meio ambiente e para os animais, que são os mais prejudicados por serem explorados e mortos para a produção de leite e derivados. No entanto, os pecuaristas podem, agora, passar a fazer uso das redes com frequência. Pelo menos é isso o que recomenda a presidente da Dairy UK. Judith afirmou, ainda durante a conferência, que os fazendeiros precisam publicar imagens positivas a respeito da pecuária nas redes sociais. Segundo ela, as fotos devem ser minuciosamente avaliadas antes da publicação para que não haja margem para outra interpretação senão a positiva.

O desespero dos pecuaristas, incomodados com o impacto que o ativismo vegano tem causado, expõe a forma desonesta utilizada por eles para continuar explorando e matando animais: investir na divulgação de mentiras sobre a pecuária para convencer a sociedade que consumir leite faz bem para a saúde humana e que as vacas e bezerros não sofrem durante a produção, quando, na verdade, o consumo de leite está associado a diversos problemas de saúde – já expostos por médicos realmente comprometidos com a saúde humana – e é também responsável por condenar milhões de vacas e bezerros a uma vida miserável e uma morte cruel.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>