• Home
  • Gatinha com rara doença congênita emociona a todos

Gatinha com rara doença congênita emociona a todos

0 comments

A gatinha faz parte de uma ninhada de três filhotes nascidos em Eastern Cape, na África do Sul, no dia 12 de Dezembro. Sua aparência com dois rostos é muito singular, o que dificultou muito sua amamentação.

Foto: @bettiebee2faces

Sua salvadora começou a alimentar a gatinha com um tubo e, segundo ela, as duas bocas da pequena são funcionais e levam ao estômago. A gatinha consegue se alimentar com qualquer uma delas e não tem problemas para engolir.

Após uma consulta veterinária, a mulher foi aconselhada a induzir a morte da gatinha, mas ela se recusou a fazer isso porque quer dar a ela uma chance de sobrevivência.

A gatinha nasceu com uma doença congênita extremamente rara chamada diprosopus, também conhecida como duplicação craniofacial. Os gatos com esta condição são conhecidos como “gatos Janus”.

Frankenlouie, um conhecido gato Janus de Massachusetts (EUA), nasceu com apenas um esôfago e viveu até os 15 anos. Ele foi o gato Janus que sobreviveu por mais tempo de acordo com Guinness Book of World Records.

Bettie Bee está indo bem e comendo como uma campeã, tornando-se mais forte cada dia.

Foto: @bettiebee2faces

Com seis dias, Bettie Bee começou a abrir os olhos e se arrastou pela cama. “Os dois olhos do meio estão fundidos em um grande olho”, disse a tutora.

A gatinha continua a  se superar e alcançar novas conquistas. Ela tem pouco mais de 10 dias e pesa 200 gramas, sendo que ganhou 27 gramas em dois dias.

A tutora de Bettie Bee continuará a cuidar dela e criá-la para que ela possa ter a vida incrível que merece.

A pequena gatinha milagrosa nunca deixa de surpreender seus humanos com sua vontade de viver. Eles esperam vê-la prosperar e viver durante muitos anos.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>