• Home
  • Mercado histórico britânico proíbe a venda de produtos com pele de animais

Mercado histórico britânico proíbe a venda de produtos com pele de animais

0 comments

Crédito: Waring Abbott/Getty Images
O anúncio é uma vitória para os defensores dos direito animais que lutaram pela a proibição do uso de pele na London Fashion Week. Crédito: Waring Abbott/Getty Images

O Old Spitalfields Market, mercado histórico de Londres, na Inglaterra, vai proibir a venda de produtos com pele de animais a partir de 2018.

A decisão foi publicada na página do Facebook do mercado. A mensagem também dizia que os detalhes da nova regra ainda estavam sendo discutidos.

O anúncio é uma vitória para os defensores dos direito animais que lutaram pela a proibição do uso de pele na London Fashion Week, em setembro deste ano.

Yvonne Taylor, representante da PETA, afirmou que a decisão do mercado está de acordo com as vontades da população britânica.

Ela ainda insistiu para que os outros mercados da cidade façam como o Old Spitalfields.

A fabricação de roupas sem a utilização de peles é uma causa que está ganhando força.

Este ano a luxuosa marca de roupas Gucci anunciou que deixaria de explorar animais para a fabricação de seus produtos.

Além dela, lojas como Yoox Net-a-Porter, a Outnet e a Yoox.com anunciaram o mesmo.

No mês passado, os ativistas fizeram um enorme protesto na capital britânica contra a abertura loja americana Canada Goose, que utiliza pele de coiotes em seus produtos.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>