• Home
  • Gatinho doente supera passado de dor ao ser resgatado

Gatinho doente supera passado de dor ao ser resgatado

0 comments

Marie-Eve viu o gatinho em seu bairro e sabia que tinha que ajudá-lo. Ele estava com os pelos emaranhados e com dor. A tristeza dos olhos deles comoveu seu coração. Ela queria ajudá-lo e desenvolveu um plano de resgate.  Porém, pegar o gato era muito mais difícil do que esperava.

Foto: Chatons Orphelins Montréal

Depois de viver em uma situação destrutiva por tanto tempo, os instintos de sobrevivência do gatinho tornaram-se desafiantes para isso. O felino inteligente escapou durante quase três semanas até que sua fome aumentou tanto que ele não conseguiu resistir mais à comida. Marie-Eve respirou aliviada quando o pegou com segurança.

Todos os abrigos estavam cheios e ela o levou ao veterinário para obter tratamento. O gatinho foi para casa de sua salvadora e conseguiu descansar em uma cama confortável e aquecida. Pela primeira vez em muito tempo, ele se sentiu seguro e sem dor.

O Chatons Orphelins Montréal se ofereceu para cuidar dele e lhe proporcionar cuidados médicos adicionais e reabilitação.

“Ele tinha feridas de guerra, incluindo um abscesso na bochecha. Suas orelhas estavam congeladas, o que indicava que ele havia passado pelo menos um inverno lá fora. Sua salvadora salvou sua vida. Com o tempo, ele não conseguiria sobreviver a outro inverno sozinho “, disse Celine Crom, do Chatons Orphelins Montréal, ao Love Meow.

Foto: Chatons Orphelins Montréal

Eles o chamaram de Marcel. O gato de quatro anos estava muito amedrontado e tímido na clínica e mantinha a cabeça abaixada para evitar contato visual.

Lily, uma voluntária do Chatons Orphelins Montréal, levou-o para sua casa. Em 24 horas, ele se transformou de um filhote muito tímido a um gato que deitava e ronronava no colo da sua tutora adotiva.

“Marcel adormeceu ao lado de sua mãe adotiva. Foi um começo muito promissor. Embora ele tenha ficado amedrontado facilmente com alguns sons, no decorrer do tempo, ele começou a compreender que não havia mais perigo”, disse o local.

Marcel é um gatinho grande, é muito forte e tem um grande coração. Nas semanas seguintes, ele saiu de sua concha e começou a amar e a confiar nos humanos.  O doce e gentil gatinho queria abraços e se aproximava da tutora todas as noites para receber carinho.

Foto: Chatons Orphelins Montréal

“Ele teve um passado difícil, por isso, as mudanças o preocupam. Ele carrega parte de seu passado nos ombros, mas, graças ao amor e ao cuidado que recebeu, de seu lar adotivo, Marcel realmente floresceu”, afirmou o Chatons Orphelins Montréal.

Dois meses depois do resgate, o doce menino foi adotado em um lar amoroso.  A tristeza de seus olhos desapareceu completamente e agora eles estão repletos de felicidade com a promessa de uma vida  com muito amor.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>