• Home
  • Grande investigação interrompe mais um caso de tráfico de animais

Grande investigação interrompe mais um caso de tráfico de animais

0 comments

Mais um caso de tráfico de animais selvagens, que mata rinocerontes e elefantes para retirar seus chifres e marfins, respectivamente, foi interrompido pela Operation Crash nos Estados Unidos. Investigações estão sendo feitas em todo o país.

Tráfico de animais selvagens é interrompido pela Operation Crash (Foto: Brent Stirton/WPY)

O negociante de arte de Nova York, Fengyi Zho foi condenado a dois anos de prisão. Ele já havia admitido que comprava até cinco chifres de rinoceronte de outro comerciante de arte local.

Zhou tentou vender os chifres para um associado que vivia na China por mais de US$ 130 mil.
Antes da prisão de Zhou, Edward N. Levine, um homem da Califórnia que é conhecido por ter laços com o cartel de droga colombiano, já havia sido preso.

Levine foi condenado pelo tráfico de chifres de rinocerontes negros, que são ameaçados de extinção, por US$ 55 mil em março de 2014.

O juiz condenou Levine por conspiração e violação à Lei de Espécies Ameaçadas de Extinção e à Lei Lacey, que torna ilegal o tráfico interestadual de animais protegidos.

O juiz ordenou que ele fosse detido imediatamente sem fiança. Levine recebeu uma sentença de até cinco anos de prisão. Uma audiência de sentença foi definida para dezembro.

O cúmplice de Levine, Lumsden W. Quan, também da Califórnia, confessou o crime em agosto de 2015 e foi condenado a um ano de prisão.

O Departamento de Justiça informou que, desde novembro de 2015, 32 pessoas foram condenadas e aproximadamente 5,6 milhões de dólares obtidos com o tráfico de chifres de rinocerontes foram confiscados.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>