• Home
  • Ativistas protestam contra a exploração de cães em laboratórios universitários

Ativistas protestam contra a exploração de cães em laboratórios universitários

0 comments

Crédito: Youtube
Há 35 anos a Texas A & M University realiza testes cruéis em Golden e outras raças de cães. Crédito: Youtube

Uma reunião do Corpo de Regentes da Texas A & M University foi interrompida por um manifestante da PETA.

O homem entrou na sala de reunião pedindo para que a universidade fechasse os laboratórios que exploram cães. Ele foi preso pela polícia.

O manifestante estava carregando um cartaz com o slogan “Michael Young, acabe com os experimentos cruéis de distrofia muscular.”. A mensagem era direcionada ao presidente da universidade.

De acordo com várias publicações na Internet, outros ativistas estavam presentes na reunião.

Uma delas era Beth Cohea, que explicou que, há 35 anos, a Texas A & M University realiza testes cruéis em Goldens e outras raças de cães. Ela enfatizou que, apesar disto, não houve avanços na cura da distrofia muscular.

Ela acrescentou que, apesar dos pedidos da organização, a universidade se negou a libertar os cães para que eles fossem levados até centros de reabilitação, e, posteriormente, para abrigos.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>