• Home
  • Após 10 anos em abrigo, cão com passado doloroso ganha uma nova família

Após 10 anos em abrigo, cão com passado doloroso ganha uma nova família

0 comments

O pastor alemão Floyd tornou-se membro do Freshfields Animal Rescue em Liverpool, na Inglaterra. O cão observa todos – tanto animais como humanos e é um mentor para cãezinhos que possuem dificuldades para se adaptar à vida em um abrigo.

Foto: Freshfields Animal Rescue

“Ele é fantástico com outros cães e tem dividido seu canil com muitos cães ao longo dos anos. Ele ajudou muitos a se adaptarem à vida do resgate, o que o auxiliou a encontrar uma casa”, disse Debbie Hughes, coordenadora de PR do Freshfields, ao The Dodo. .

Floyd viu muitos companheiros irem e virem ao longo dos anos e estava incerto se alguma vez encontraria uma família.

As coisas nem sempre foram fáceis para ele, cujo comportamento feliz esconde um passado doloroso. Antes de Floyd chegar ao Freshfields, ele morava em uma residência com oito crianças. Deixado no quintal durante todo o dia, as crianças o usavam como um alvo, de acordo com Hughes.

Depois de ser constantemente atormentado, ele começou a exibir sinais de agressão e, quando foi levado para a castração, a família decidiu que não iria buscá-lo, disse Hughes.

No Freshfields, Floyd estava finalmente seguro, mas isso não tornou sua adaptação mais fácil. “Ele fez amigos com a equipe aqui rapidamente, mas logo se tornou protetor conosco. Acho que ele teve que nos aceitar , foi retirado do único ambiente que já conheceu, mesmo que fosse ruim”, contou Hughes.

Floyd tinha medo de ser tocado e levou tempo para confiar em novas pessoas. Com cuidado e paciência, a equipe e voluntários o ajudaram Floyd a se sentir mais confortável.

Foto: Freshfields Animal Rescue

Embora  tenha se tornado um cão afetuoso e brincalhão, seus problemas de confiança dificultaram a adoção. “Ele ficou aqui há tanto tempo, porque demorou a ser apresentado a pessoas novas. A maioria das pessoas não queria aproveitar o tempo para conhecê-lo”, continuou Hughes.

Felizmente, o homem com quem passeava há muito tempo, Louis já havia começado a pensar como seria levá-lo para casa um dia.

“Floyd era extremamente protetor com Louis, tanto que nenhum dos funcionários, que ele amava, poderia se aproximar quando estavam juntos”, observou Hughes.

Louis começou a levar sua esposa para os passeios. Foi um processo lento, mas eventualmente Floyd ficou confortável com os dois. Quando o gato de Louis faleceu, eles sabiam que era o momento de adotar o cão.

“No dia em que levamos Floyd para a casa de Louis, ficamos de pé e deixamos Louis levá-lo para fora da van, ele trotou pelo grande jardim e nunca mais olhou para trás. Desde então, foi perfeito. Ele ama casa, ficou no sofá e aceitou a esposa de Louis quando ela retornou do trabalho para casa. Ele surpreendeu a todos. É evidente que todos nós sentiremos a falta de Floyd. Ele estava sempre tão feliz com seus amigos caninos, mas, é claro, nada se compara a uma casa”, disse Hughes.

Pode ter levado uma década, mas o cão finalmente encontrou a casa certa. O cão que viveu atrás das grades por anos, que ficava com medo até de se sentar em um sofá, assumiu a poltrona favorita do novo tutor.

“Não podemos destacar o suficiente que os [cães] resgatados são realmente a melhor raça. O amor e a companhia que eles trazem e o impacto que têm nas vidas de suas novas famílias é profundo”, acrescentou Hughes.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>