• Home
  • Senadores americanos ameaçam lei de proteção a animais selvagens

Senadores americanos ameaçam lei de proteção a animais selvagens

Cães-da-pradaria nativos de Utah. Crédito: worldanimalnews.com

0 comments

Cães-da-pradaria nativos de Utah. Crédito: worldanimalnews.com
Cães-da-pradaria nativos de Utah. Crédito: worldanimalnews.com

Os senadores republicanos de Utah (EUA), Orrin Hatch e Mike Leedos, apresentaram um projeto de lei que pretende acabar com as proteções federais de espécies ameaçadas de extinção para animais e plantas que são encontrados em apenas um estado.

A legislação revogaria as proteções para todas as 1098 espécies que são encontradas em apenas um estado, incluindo 497 espécies havaianas, 234 espécies californianas e 86 espécies nativas da Flórida.

“Desde a pantera da Flórida até praticamente todas as espécies ameaçadas no Havaí, todos estes animais seriam condenados à extinção,” afirmou Brett Hartl, diretor de assuntos governamentais do Centro de Diversidade Biológica.

A legislação proposta leva o enganoso nome de Lei de Proteção de Espécies Nativas. Ela procura revogar uma decisão da justiça que sustentou a autoridade do governo federal para proteger o cães-da-pradaria de Utah.

A decisão foi a quinta vez que um tribunal rejeitou os argumentos pelo desmantelamento do Ato de Espécies Ameaçadas de Extinção, lei que protege animais ameaçados atualmente em vigor.

Hartl criticou os políticos republicanos, afirmando que eles não têm a real intenção de melhorar o Ato de Espécies Ameaçadas de Extinção.

“Em vez de propor ideias que ajudem a recuperar os nossos animais selvagens mais vulneráveis, eles estão ansiosos para deixar que os animais nativos dos EUA sejam extintos.”

O deputado Rob Bishop (R-Utah), presidente do Comitê de Recursos Naturais, disse em dezembro que gostaria de revogar completamente o Ato de Espécies Ameaçadas de Extinção.

Desde janeiro, os senadores republicanos lançaram 47 ataques legislativos contra os animais americanos ameaçados.

Desde que o partido Republicano se tornou maioria na Câmara dos Deputados em 2011, foram realizados mais de 268 ataques à vida selvagem.

Os ataques continuam apesar de que, segundo uma pesquisa de 2015, a cada 10 cidadãos americanos, nove apoiam o Ato de Espécies Ameaçadas de Extinção e querem que ele seja fortalecido.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>