• Home
  • Ativistas processam aquário que mantém tigres em condições precárias

Ativistas processam aquário que mantém tigres em condições precárias

Tigre explorado em aquário

0 comments

O grupo direitos animais afirma que a Landry’s Inc. está violando a Lei de Espécies Ameaçadas, mantendo os tigres em estado precário. O grupo sediado em San Francisco ameaçou entrar com o processo em 2016 caso os tigres não fossem transferidos para um novo local.

Tigre explorado em aquário
Foto: Landry’s Inc.

“Estes tigres passaram mais de uma década confinados em pequenos espaços, com piso de cimento e pedra, privados de caminhar na terra e na grama, respirar ar fresco e sentir o calor do sol”, declarou Stephen Wells, diretor-executivo do grupo.

“As jaulas fornecidas de modo algum imitam o ambiente natural de um tigre, impossibilitando muitos de seus comportamentos naturais – como correr, nadar ou praticar comportamentos de perseguição ou de caça”, acrescentou.

Steven L. Scheinthal, conselheiro geral da Landry’s Inc., alegou em um comunicado que uma nova instalação ao ar livre tem sido construída para os felinos.

De acordo com o Chron, a Landry’s apresentou um processo de difamação contra a ALDF no passado, que foi rejeitado por um juiz do condado de Harris no início deste ano.

A Landry’s teve que pagar US$ 250 mil para a organização de proteção animal e US$ 200 mil para ativista Cheryl Conley, que também foi nomeada como ré no processo. O juiz escreveu que a penalidade financeira adicional foi estabelecida para “impedir os demandantes de apresentarem ações semelhantes no futuro”.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>