• Home
  • Professor realiza campanha para reencontrar husky siberiano desaparecida em Rio Branco (AC)

Professor realiza campanha para reencontrar husky siberiano desaparecida em Rio Branco (AC)

0 comments

Luma desapareceu há 20 dias no bairro Irineu Serra, em Rio Branco (Foto: Reprodução/Facebook)

O professor Marcos Luís decidiu fazer uma campanha no Facebook e oferecer uma recompensa de R$ 500 para quem encontrar a cadela Luna, da raça husky siberiano, que desapareceu há 20 dias no bairro Irineu Serra, em Rio Branco.

Luís diz acreditar que Luna saiu pelos fundos da casa, pois era criada solta no terreno. Segundo ele, é possível ver nas câmeras de segurança a cadela andando na frente da casa após fugir do quintal.

“O portão é automático e quando foi aberto ela saiu, mas é possível ver nas câmeras que o meu cunhado colocou ela para dentro. No entanto, ela estava entrando no cio e tem uma brecha atrás da chácara onde moro, então, ela saiu por trás e foi para a rua. Ela ficou na frente da casa e tinham vários cachorros atrás dela”, conta.

Luís relata que Luma, que tem 2 anos e 6 meses, é muito dócil e se dava bem com os visitantes que ele costuma receber em casa. Para ele, a pessoa que a levou acabou se aproveitando disso. No Facebook, a postagem do professor em busca de Luma já tem mais de 313 compartilhamentos.

“Ela é muito meiga, pode nunca ter visto a pessoa mas já chega abanando o rabo, ela é muito sociável. Passaram dez dias e nada, aí decidi oferecer a recompensa. Por ser uma cadela de raça, as vezes a pessoa pega para vender. Se for o caso, a pessoa vai receber a recompensa”, afirma.

Professor fez apelo nas redes sociais pedindo que Luma seja devolvida (Foto: Reprodução/Facebook)

O professor diz que uma pessoa entrou em contato pela rede social e disse acreditar ter visto a cadela no Conjunto Habitacional Cidade do Povo, no Segundo Distrito da capital.

“Me disseram que viram um rapaz com ela nos braços. Uma pessoa disse ter quase certeza que viu ela em uma pracinha, na tarde de sexta (22), na Cidade do Povo.

Segundo ela, um homem de lá passeava com a Luma, mas a cadela não queria andar na coleira mesmo ele chamando e aí ele colocou a cadela nos braços”, relata.

O professor fica ainda mais preocupado com Luma devido à cadela sofrer de taquicardia e precisar tomar remédios para controlar o problema a cada 15 dias. Luís faz um apelo para que Luma seja devolvida.

“Eu crio muitos cachorros, mas ela era a única que tinha acesso a todos os ambientes da casa justamente por ser extremamente dócil. Ela está fazendo muita falta e precisa tomar o remédio em gotas, essa é minha maior preocupação. A pessoa pega uma cachorro já adulto e não sabe o histórico dele. Estou temendo que algo aconteça a ela e espero que seja encontrada logo”, finaliza.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>