• Home
  • Amor e cuidados: cão resgatado completa 23 anos de vida

Amor e cuidados: cão resgatado completa 23 anos de vida

Depois de tentar encontrar um adoptante para Billy Goat, Chadwick decidiu dar ao cão uma casa própria. Credito: Julie Chadwick

0 comments

O cãozinho chamado Billy Coat acaba de completar 23 anos. Apesar da idade avançada, seus exames médicos constam que ele está saudável. No entanto, não foi sempre assim.

Aos 12 anos, ele vivia em um abrigo em Los Angeles, na Califórnia (EUA). Na época, ele já era um cachorro idoso e sofria de pneumonia. Além disso, ele tinha as orelhas grandes, problemas de pele e dentes faltando. Por todos esses motivos, as chances dele ser adotado eram mínimas.

Mas, por algum motivo, Billy Coat chamou a atenção de Julie Chadwick em 2006. Ela visitou o abrigo quando trabalhava como voluntária para um grupo de resgate de animais.

Billy Goat desmaiou quando Julie Chadwick o encontrou. Credito: Julie Chadwick
Billy Goat desmaiou quando Julie Chadwick o encontrou. Credito: Julie Chadwick

“Eu estava caminhando por um dos corredores, quando eu percebi o cão deitado no chão como se estivesse morto”, disse Chadwick. “Quando eu o levantei, ele desmaiou nos meus braços,” continuou ela. Naquele momento ficou claro para Chadwick que o cão estava doente.

Ela então tomou a iniciativa de salvá-lo e levou Billy a um veterinário para que fosse tratado. Uma vez que ele melhorou, Chadwick o levou a eventos de adoção para que ele encontrasse uma família. No entanto, por seis meses, ninguém quis adotá-lo porque o cãozinho era “feio”.

Em 2006, a sáude de Billy Goat não estava boa.  Credito: Julie Chadwick
Em 2006, a sáude de Billy Goat não estava boa.  Credito: Julie Chadwick

Chadwick decidiu então ela mesma adotar Billy Goat. Com o novo lar cheio de amor, ele se revitalizou. Agora ele está saudável, mesmo com quase o dobro da idade que ele tinha quando morava no abrigo.

O resultado de um exame veterinário recente provou que ele ainda é um cão saudável. Segundo a tutora,  embora ele tenha alguns problemas de saúde, como artrite e cegueira, Billy não parece sofrer de nenhuma dor.

“Ele é um cão muito especial”, diz ela

Chadwick decidiu dar ao cão uma casa própria. Credito: Julie Chadwick

Hoje, Chadwick tem o seu próprio grupo de resgate, a Fundação Pepper, que salva muitos cachorrinhos idosos.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>