• Home
  • Cadela que ‘não conhecia abraços’ é resgatada por protetora

Cadela que ‘não conhecia abraços’ é resgatada por protetora

Agora ela está tratada. Crédito: G1

0 comments

Depois de quase três meses de tratamento, Pandora agora é outra cadela (Foto: Bruna Bublitz/Arquivo Pessoal)

Quem vê a cadela Pandora hoje em dia toda saudável, sem sentir medo das pessoas e até adorando receber um carinho, nem imagina por tudo que ela já passou.

A cachorrinha de 13 anos – considerada idosa – foi resgatada com o corpo tomado por sarna das ruas de Sorocaba (SP) por uma voluntária de uma ONG.

Ao G1, Bruna Bublitz, membro do abrigo Amor Animal, lembra que não foi fácil tirar Pandora das ruas.

A cadela foi abandonada próximo ao seu abrigo, no bairro Ipanema das Pedras. Na época, ela estava muito debilitada e com sarna.

Apesar de precisar de ajuda, a cadela não facilitou a vida da protetora de animais que demorou quase um mês para conseguir colocá-la para dentro do abrigo.

“Ela era muito arredia e demorou um pouco até conseguirmos ter contato. Todos os dias ela vinha se alimentar [no abrigo] e, com isso, foi confiando um pouco mais em mim”.

Crédito: G1
A cadela estava caquética e cheia de sarnas quando foi encontrada na rua (Foto: Bruna Bublitz/Arquivo Pessoal)

Bruna lembra que, por conta do corpo tomado pelas sarnas, Pandora rolava no asfalto, no meio da rua, e preocupava a jovem.

“Com muita cautela, em uma tarde esperei ela vir procurar comida [no abrigo]. Com petiscos na mão, consegui acariciá-la e então a peguei e coloquei para dentro”.

Pandora – que foi adotada por Bruna – perdeu totalmente o medo das pessoas e adora receber um carinho.

“Agora ela está feliz. O principal foi o carinho recebido. Isso a salvou, com certeza. Até então ela desconhecia o que era um afago”, finaliza a ativista.

Depois do resgate, a primeira atitude de Bruna foi levar Pandora para o veterinário por conta das sarnas e da desnutrição. Foi aí que descobriram um outro problema: a cadela estava com piometria, que é uma infecção séria no útero.

Agora ela está tratada. Crédito: G1
Para a protetora de animais, carinho foi determinante para a recuperação da cadela (Foto: Bruna Bublitz/Arquivo Pessoal)

Tratamento

Depois do resgate, a primeira atitude de Bruna foi levar Pandora para o veterinário por conta das sarnas e da desnutrição. Foi aí que descobriram um outro problema: a cadela estava com piometria, que é uma infecção séria no útero.

Após o diagnóstico, Pandora passou por uma cirurgia e um tratamento específico foi iniciado para recuperar a cachorrinha, que depois também foi castrada, vermifugada e vacinada.

Neste período, Pandora ainda se mostrava muito triste, chorava demais e tinha medo das pessoas, mas agora é saudável e sem sarnas.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>