• Home
  • Cadela viciada em heroína inicia nova vida e volta a andar

Cadela viciada em heroína inicia nova vida e volta a andar

Cadela ao lado de outro cão

0 comments

Nela, a cadela abandonada era vista batendo a cabeça contra uma ponte em um sinal de aparente desconforto: o de uma viciada.

Cadela em condições terríveis
Foto: Nowzad

O Afeganistão possui o maior cultivo de ópio no mundo; 93% do ópio mundial é cultivado no país. É possível ver grupos de sem-teto viciados nas ruas de Cabul e em becos escuros e cães desabrigados na mesma situação.

Foi nessa comunidade que a cadela Nesha, que significa “intoxicação” em Dari, uma das línguas do Afeganistão, encontrou uma espécie de lar. Ela foi internada por um usuário de drogas que morava debaixo da ponte de Pul-e-Sokhta, conhecida por ter vários usuários em Cabul, e que a deixou com a mesma condição.

Um vídeo feito por crianças mostrou Nesha intoxicada e recebendo drogas à força. Em apenas alguns dias, o vídeo provocou debate e despertou a atenção de uma rede local de notícias que o transmitiu.

“Nossos veterinários ficaram horrorizados ao ver uma cadela ser tratada assim. Nosso veterinário Mujtaba Rezaei imediatamente foi até a área notória onde todos os dependentes vivem e resgatou Nesha”, disse Hannah Surowinski, cofundadora do Nowzad, o único abrigo para animais do Afeganistão, ao The Dodo.

Cadela com cadeira de rodas
Foto: Nowzad

Para a equipe da Nowzad, que resgatou milhares de cães e gatos desde o início do grupo em 2008, o caso de Nesha era único. “[Nesha] foi o primeiro caso [de uma cadela viciada em opioides] que encontramos, mas, desde Nesha, ouvimos falar de outros cães na mesma região, cujos tutores os tornaram dependentes de heroína”, disse Surowinski.

Mujtaba Rezaie, juntamente com sua equipe da Universidade de Cabul, resgatou Nesha da ponte. “O tutor não queria nos dar Nesha inicialmente, dizendo que ficaria doente se não recebesse suas três doses de drogas por dia”, contou Rezaie.

Rezaie e a equipe desenvolveram um plano para resgatá-la no dia seguinte. Apesar do êxito em salvá-la, os desafios estavam longe de acabar. Nesha sofreu com a dependência intensa das drogas e depois com a abstinência. “Ela estava muito fraca e não podia andar corretamente. Era tão dependente das drogas que ela batia a cabeça contra a parede, também estava muito suja e cheira extremamente mal”, disse Rezaie.

Primeiro, a equipe de Nowzad deu-lhe um bom banho, que instantaneamente a deixou feliz. “Colocamos Nesha em um programa de reabilitação e lhe deram  um analgésico forte, três vezes ao dia”, completou.

Nesha também possuía vários ferimentos não tratados e infectados. Além disso, suas pernas traseiras estavam extremamente frágeis devido à perda muscular e ela não conseguia andar.

“Tratamos suas feridas com antibióticos e demos suplementos ósseos para auxiliar a fortalecer as pernas”, ele explicou, acrescentando que a equipe tinha pouca esperança de que Nesha recuperasse o uso total das pernas para andar sozinha novamente.

Cadela ao lado de outro cão
Foto: Nowzad

Porém, Nesha é uma lutadora e não apenas superou seu vício, como depois de meses de exercícios diários na cadeira de rodas, ela lentamente voltou a andar. “Foi algo que acreditamos que não seria possível e ficamos muito felizes quando aconteceu”, acrescentou Rezaie.

Meses depois, Nesha ainda percorre um caminho árduo em sua recuperação. “Embora ela não consiga andar ‘normalmente’, é extremamente móvel e é capaz de ficar muito bem com seus amigos”, afirmou Surowinski.

“Estamos procurando um lar definitivo amoroso para Nesha no Reino Unido ou nos EUA, onde suas necessidades serão atendidas e ela receberá o amor e a atenção que merece”, acrescentou.

Enquanto aguarda a adoção, Nesha, um animal extremamente carinhoso, ama  brincar com os outros cães resgatados em Nowzad. “Ela absolutamente ama as pessoas e gosta de conhecer alguém novo e ganhar muito carinho e guloseimas. Ela também ama brincar na água”, concluiu Rezaie.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>