• Home
  • Investigações secretas revelam a extrema crueldade do comércio de animais

Investigações secretas revelam a extrema crueldade do comércio de animais

Cães vítimas do comércio de animais

0 comments

Porém, isso apenas alimenta a cruel indústria de fábricas de filhotes que condena os pais dos filhotes a uma vida miserável.

Cães vítimas do comércio de animais
Foto: HSUS/Facebook

As lojas de animais dizem aos clientes que todos os cães provêm de criadores pequenos, usando o termo “licenciada pelo USDA”. Porém isso ser não significa necessariamente que eles venham de uma pequena instalação e não é uma garantia de que os animais recebem os cuidados necessários.

Na realidade, muitas das instalações licenciadas pelo USDA são locais de reprodução comercial em grande escala, também conhecidos como fábricas de filhotes.

Em um vídeo divulgado pela Companion Animal Protection Society (CAPS), o proprietário do Pet’s Delight, no Sul de Pasadena (EUA) disse a um investigador secreto que os cães não eram dessas fábricas.

Porém, a pesquisa dos nomes dos criadores revelou que os cães vinham exatamente desses locais terríveis e mais de um deles havia violado o USDA. O Pet’s Delight permaneceu aberto após a investigação, mas uma regulamentação da loja, que entrou em vigor em Julho deste ano, exigiu o fim da venda de cães e gatos de instalações de criação comercial.

Em 2008, uma investigação de oito meses feita pela Humane Society of the States (HSUS) analisou os registros de 76 locais da Petland, uma grande rede com lojas em todo o EUA.

Após a revisão dos relatórios de inspeção do USDA sobre os fornecedores da rede, os pesquisadores “descobriram que mais de 60% dos relatórios exibiam violações graves dos regulamentos básicos de cuidados com animais”.

A HSUS também visitou diversas instalações de reprodução usadas pelas lojas e testemunhou animais “vivendo em gaiolas imundas e estéreis que cheiravam a urina, com cuidados e socialização inadequados”. Embora os problemas associados à Petland tenham sido abordados, parece que todos os locais foram autorizados a permanecer em operação, de acordo com o One Green Planet.

A desonestidade da Barkworks, uma rede de lojas de animais na Califórnia, também foi descoberta quando investigadores secretos da CAPS questionaram sobre a origem dos animais.

Eles foram informados de que os animais eram de criadores pequenos quando, na realidade, eles eram originários de algumas das piores fábricas de filhotes dos EUA. Posteriormente, os clientes compraram cachorros que mais tarde ficaram doentes, mesmo que tenham sido informados que os animais eram saudáveis.

A Best Friends Animal Society e outras organizações também investigaram a Barkworks e a soma de seus esforços resultou em uma ação coletiva contra a rede. O tribunal decidiu que a Barkworks devia reembolsar os clientes que compraram animais doentes e exigiu que o local fosse mais transparente sobre a origem dos cães, fornecendo aos clientes o nome e a localização do criador.

A HSUS realizou recentemente uma investigação secreta de dois meses no Chelsea Kennel Club, uma loja de animais de luxo em Manhattan. Além dos maus-tratos sofridos pelos cães que eram cometidos pelos funcionários da loja, havia animais doentes mantidos em uma sala de isolamento e privados de cuidados veterinários adequados.

Outras evidências mostraram os funcionários do estabelecimento removendo dos arquivos a documentação relacionada à saúde dos cães, fazendo com que os consumidores acreditassem que os animais não tinham quaisquer problemas médicos.

As descobertas foram encaminhadas às autoridades, mas não se sabe se uma investigação formal foi iniciada. O Chelsea Kennel Club ainda está aberto, mas diversos protestos ocorreram em frente à loja após a divulgação dos dados pela HSUS.

Esses casos são reveladores, mas, infelizmente, só representam apenas uma parcela do comércio de animais. Enquanto as pessoas continuarem comprando cães e gatos de lojas de animais, a crueldade das fábricas de filhotes continuará e os animais enfrentarão um grande sofrimento. Por isso, é fundamental adotar animais que vivem em abrigos e centros de resgate.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>