• Home
  • Pangolins resgatados do comércio de animais constroem uma amizade surpreendente

Pangolins resgatados do comércio de animais constroem uma amizade surpreendente

Os dois pangolins enrolados um no outro

0 comments

No entanto, depois de alguns dias no centro de resgate de Tikki Hywood Trust no Zimbábue, ficou claro que a mãe ficara muito perturbada após ser raptada na natureza e não conseguiria mais cuidar de Batikana.

Pangolins resgatados do comércio de animais
Foto: Tikki Hywood Trust

“Era miseravelmente evidente que ela o estava rejeitando. Em nossa opinião, esse é um instinto natural agindo – quando a mãe sabe que não pode cuidar de seu bebê, ela o abandonará a favor da própria sobrevivência”, disse Ellen Connelly, porta-voz da organização.

Os reabilitadores tomaram a árdua decisão de libertar a mãe de Batikana em um ambiente protegido e seguro sem ele.

Foi determinado que era melhor Batikana permanecer no centro de resgate para se fortalecer – mesmo que isso significasse que ele nunca mais veria a mãe. A equipe alimentou o pequeno bebê com mamadeira para confortá-lo e mantê-lo vivo.

Os dois pangolins enrolados um no outro
Foto: Tikki Hywood Trust

Três dias depois, outra vítima do comércio de animais foi resgatada e levada ao centro de resgate. Esse pangolim era uma fêmea um pouco mais velha. A equipe lhe deu o nome de Ayana, o que significa “flor bonita”. Supõe-se que a mãe de Ayana morreu enquanto era mantida em cativeiro para o comércio, responsável pela morte de pelo menos um milhão de pangolins na última década.

“Os bebês pangolins são bastante táteis e recebem muito conforto de suas mães. Como esses dois tinham aproximadamente a mesma idade e sofreram um trauma similar, os colocamos juntos na caixa”, disse Connelly

Na realidade, é bastante incomum que os pangolins da mesma idade se aproximem – mas Batikana e Ayana fizeram isso quase que imediatamente. Os animais tímidos e noturnos ficaram um ao lado do outro e adormeceram.

Os dois pangolins juntos
Foto: Tikki Hywood Trust

“Este não é, estritamente falando,  uma ocorrência natural que dois pangolins bebês de uma idade semelhante sejam comunais, mas, na época, era a melhor solução para eles. Eles se uniram e estão juntos desde então”, observou Connelly ao The Dodo.

O pangolim é o mamífero mais traficado na Terra. Os animais são sequestrados da natureza na Ásia e África e traficados para o Extremo Oriente, onde se acredita que suas escamas tenham propriedades medicinais. Além disso, a carne de pangolins é considerada uma iguaria e a demanda descontrolada tem deixado animais como Batikana e Ayana à beira da extinção.

Espera-se que, no início de 2018, estes melhores amigos estejam fortes o suficiente para sobreviver na natureza. “Eles definitivamente serão libertados juntos”, finalizou Connelly.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>