• Home
  • Abandonado por circo, urso morre após forte infecção respiratória

Abandonado por circo, urso morre após forte infecção respiratória

0 comments

Urso estava com sinusite há 3 meses
Animal havia sido transferido para unidade de tratamento em Recife | Foto: Marcelo Soares/arquivo/JC Imagem

O animal que vivia há mais de uma década no zoológico de Vitória, desenvolveu uma sinusite há três meses que mesmo com acompanhamento veterinário parecia não se curar, afirma Luciana Rameh gerente técnica do Horto Dois Irmãos, local para onde o urso foi transferido.

“Ele iniciou com uma sinusite, que não respondia adequadamente aos tratamentos. Isso foi se agravando e se tornou uma infecção respiratória maior e quando ele chegou aqui já chegou num quadro bem debilitado. Ele já apresentava outras infecções secundárias, uma anemia, uma falta de proteína”.

O urso conhecido como Bruno pesava 150 quilos e tinha 25 anos de idade, segundo veterinários. Um exame de necropsia será realizado para saber detalhes sobre a morte de Bruno. O material será encaminhado para um diagnóstico final.

Caso houvesse melhora no quadro de saúde, o urso seria encaminhado para um zoológico no estado do Piauí. Além disso, Bruno não retornaria para o Zoológico Melo Verçosa, situado no Alto do Reservatório, área urbana de Vitória, porque o espaço está interditado há cinco anos e sem receber visitas.

Zoo fechado

O local que foi inaugurado em 1950, funcionava sem licença ambiental e como consequência, era um lugar insalubre e não seguro para os animais.

No ano de 2013 a prefeitura do município fez uma reforma no zoológico para adquirir a licença ambiental, porém o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Ministério Público de Pernambuco não autorizaram a reabertura.

A solução definitiva do zoológico passa pela mudança de endereço e a criação de um Bioparque, numa área dez vezes maior do que a do atual zoológico, para onde os animais seriam transferidos. São doze hectares já desapropriados, próximos ao Sítio Histórico Monte das Tabocas.

Por não cumprir os prazos e não ter previsão para a construção do novo espaço, o Ibama determinou a remoção dos mais de cem animais que vivem atualmente no zoológico. No final de maio, jabutis e aves foram transferidos para o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas-PE).

Nota da Redação: Zoológicos, circos e outros locais que abusam de animais para entretenimento humano devem ser completamente extintos. Casos como o do urso Bruno, explorado por um circo, abandonado à própria sorte e depois encarcerado em um zoo, servem para alertar a população mundial sobre a injustiça e crueldade escondida atrás de locais que mantém animais em cativeiro apenas para divertimento humano. É preciso clarear a consciência para entender e respeitar os direitos animais. Eles não são objetos para serem expostos e servirem ao prazer de seres humanos. As pessoas podem obter alguns minutos de lazer, mas para eles é uma vida inteira de abusos e sofrimento. 

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>