• Home
  • Policiais investigam morte de animais jogados em lixeira em Manaus (AM)

Policiais investigam morte de animais jogados em lixeira em Manaus (AM)

0 comments

A delegacia Especializada em Crime Contra o Meio Ambiente (Dema) tem o prazo de trinta dias para concluir o inquérito sobre os 14 animais mortos e congelados encontrados em uma lixeira ao lado da feira do Coroado, em Manaus, Amazonas.

Os corpos dos animais foram levados pelo CCZ para análise
Corpos de animais foram encontrados congelados e despejados em lixeira (Foto: Reprodução / A Crítica)

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) atuou na investigação de possíveis focos de doenças infecciosas que os corpos pudessem transmitir aos humanos e outros animais, colocando em risco a saúde da população.

Os corpos dos animais foram recolhidos para análise pericial. Contudo, ainda é desconhecida a causa das mortes. De acordo com o CCZ, esses resultados também sairão em até um mês. Após o fim desse procedimento, as análises serão encaminhadas à Dema para anexar no inquérito e tomar as medidas cabíveis.

O caso

Os corpos dos oito cães e seis gatos foram encontrados congelados e jogados próximo a uma lixeira da Feira do Coroado. Algumas testemunhas afirmam ter presenciado o abandono e disseram que um carro estacionou no local de madrugada e despejou os corpos ao redor da lixeira.

Testemunhas afirmam que carro despejou os corpos ao redor da lixeira de madrugada
Os corpos foram recolhidos pelo CCZ para passar por análise (Foto: Pedro Braga Jr. / Portal do Holanda)

As autoridades suspeitam que a ação tenha sido organizada por alguma clínica veterinária. “Fizemos a perícia agora e acredito que seja um descarte de clínica veterinária. Congelaram e quando o freezer encheu trouxeram para cá. Mas estou descartando um assassinato em massa desses animais”, contou a veterinária Lais Fonseca, do CZZ, que foi enviada para análise pela entidade.

“Nós queremos descartar se houve envenenamento, por isso vamos fazer exames. Encontrei fragmentos de materiais hospitalares nos animais. Os corpos não estão nem fedendo”, afirmou a médica veterinária.

 

 

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>