• Home
  • Gato deficiente reencontra tutora após sequestro em Maceió (AL)

Gato deficiente reencontra tutora após sequestro em Maceió (AL)

0 comments

Um filhotinho de gato, de apenas 4 meses, foi devolvido à sua tutora na noite deste sábado (08), no bairro do Poço, após ficar uma semana desaparecido.

Tutora abraça gatinho após reencontro
Filhotinho de gato chamado Ivar foi devolvido à tutora neste sábado (Foto: Pali Mondal / Arquivo Pessoal)

A voluntária da ONG Pata Voluntária, Pali Mondal, é a tutora do gatinho. Ela conta que o encontrou o filhote no bairro do Poço, mesmo lugar de onde havia sumido.

“Na noite anterior, eu e as meninas do grupo estávamos numa das ruas do bairro colando cartazes e panfletando para achar meu gatinho. Foi nessa mesma rua que ele foi encontrado. Uma mulher viu os cartazes e me ligou avisando”, conta Pali.

Segundo a tutora, o filhotinho estava magro e assustado. Ele já está recebendo muito amor e cuidados e, de acordo com a tutora, ele passa bem. “Meu bebê está comigo a salvo”, comenta.

De acordo com os vizinhos, o gato havia sido sequestrado por um carroceiro, o que motivou Pali a oferecer uma recompensa no valor de R$ 1 mil por informações que levassem ao paradeiro do animal.

Gatinho especial

O filhotinho foi adotado por Pali e batizado de “Ivar, o Desossado”, pois os ossos das suas patas traseiras estavam quebrados e, por isso, ele andava se arrastando. Por conta desta condição, ele precisa fazer exames constantemente e tomar uma série de medicamentos.

“Ele foi jogado de um carro na Amélia Rosa [avenida na Jatiúca] e desde então está comigo. Levaram para mim porque eu tenho um abrigo de animais e acabei adotando ele”, explica Pali.

Gatinho brinca no colo de tutora
Gatinho Ivar já está recebendo muito amor e carinho (Foto: Pali Mondal/ Arquivo pessoal)

Ela conta que quando adotou Ivar, o levou para ser avaliado por um veterinário, que disse que o caso não tinha solução e ele ficaria deficiente para sempre.

“Ele nasceu normal. Pode ter sido uma pessoa ou um carro que passou só nas patas traseiras, Não temos como afirmar”, diz.

 

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>