• Home
  • Ativistas exigem fechamento de matadouros na França

Ativistas exigem fechamento de matadouros na França

Ativistas durante protesto

0 comments

O protesto foi organizado pela organização de direitos animais L214. De acordo com a organização, havia 3.600 pessoas na ocasião.

Ativistas durante protesto
Foto: Geoffroy Van Der Hasselt / AFP

“Este é o sexto ano em que realizamos esse encontro e há mais pessoas a cada ano”, afirmou Johanne Mielcarek, porta-voz da L214.

O nome L214 é uma homenagem à lei francesa que descreve os animais como seres com sentimentos e emoções. A organização é conhecida por documentar a crueldade dentro dos matadouros.

Mielcarek disse que cerca de 40 organizações estiveram presentes no protesto, incluindo outros grupos de direitos animais, vendedores de produtos e alimentos veganos.

Havia também uma estação de realidade virtual onde os participantes podiam pegar um capacete e perceber um pouco como é a vida de um porco em um matadouro (a filmagem foi feita em uma câmera 3D pela organização Animal Equality).

Documentando o sofrimento nos matadouros

Para Mielcarek, o aumento do público é resultado da crescente divulgação de fotos e vídeos que documentam as terríveis condições dos matadouros franceses.

Mostrar imagens sobre o que ocorre dentro dos matadouros para o público faz parte da missão principal da L214, independentemente do custo. Sébastien Arsac, co-fundador da organização e outro ativista da L214, irão no tribunal após entrarem em um matadouro no subúrbio parisiense de Houdan em dezembro.

Na noite em que foram presos, os dois homens estavam pegando várias câmeras GoPro que secretamente instalaram para filmar os porcos que ficaram inconscientes com gás CO2, segundo o France 24.

A metragem chocante mostra dois porcos extremamente angustiados. Outro vídeo divulgado em fevereiro do mesmo estabelecimento mostrou um funcionário empurrando os porcos com uma arma de choque. A L214 também apresentou uma queixa contra o matadouro por maus-tratos.

Em 2015, a investigação da L214 sobre práticas cruéis em um matadouro na cidade francesa de Alès provocou seu fechamento. O ministro da Agricultura, Stéphane Le Foll, ordenou que todos os matadouros da França fossem novamente inspecionados e também estabeleceu uma comissão parlamentar de investigação.

Em janeiro deste ano, a Assembleia Nacional estabeleceu a obrigatoriedade de câmeras de vigilância em todos os matadouros.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>