• Home
  • Cão adotado por escola assiste aulas e ganha amor dos alunos

Cão adotado por escola assiste aulas e ganha amor dos alunos

0 comments

Animal foi batizado de Danielzinho por alunos
Cão adotou colégio estadual de Pinhais como lar  (Foto: Thais Kaniak/G1)

Ele é o Danielzinho: um cão sem raça definida idoso que adotou a escola como lar e, por isso, foi batizado com o nome do colégio. O tempo certo que o cachorro está lá ninguém sabe. Há quem diga que faz meses, enquanto outros falam em anos. Mas não importa, Danielzinho conquistou a todos.

Pedro, de 11 anos, é o melhor amigo do cão. O garoto tem transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDHA) e estava com dificuldades de adaptação na escola, segundo a pedagoga Rosa Maria de Lima. Ela conta que a amizade com Danielzinho favoreceu o desempenho do menino.

O cão ainda contribuiu em outras questões relacionadas ao aprendizado do aluno. “A concentração do Pedro melhorou”, afirma Márcia Xavier Menezes, diretora da escola.

Para a diretora, a presença de Danielzinho é saudável para as crianças e os adolescentes: “É um foco positivo, traz noções de respeito e de participação social”, analisa Márcia.

Danielzinho vive há meses no local
Pedro, de 11 anos, é o melhor amigo de Danielzinho (Foto: Thais Kaniak/G1)

O colégio, com cerca de 800 matriculados nos três turnos, também tem estudantes com autismo e deficiência intelectual. Eles, assim como Pedro e os demais alunos, são privilegiados pela companhia de Danielzinho. “O animal acalma”, explica a diretora.

As crianças garantem que a aula preferida do cachorro é a de matemática. Ele tem acesso livre dentro da escola e acompanha a garotada por onde for. “É como se fosse uma criança”, diz Márcia. A diretora garante que Danielzinho respeita a sala de aula e as regras do colégio.

Os cuidados com o cão são divididos entre alunos, pais, professores e comunidade. Danielzinho ganha banhos na pet shop e a ração é doada.

O cão adotado pela escola tem até uma cama, para tirar aquele cochilo entre uma aula e outra – afinal, ele pode se dar a esse luxo, já que não precisa de boas notas para passar de ano.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>