• Home
  • Em Nova Santa Rita (RS), 7 cães são vítimas de envenenamento

Em Nova Santa Rita (RS), 7 cães são vítimas de envenenamento

0 comments

Três cães foram mortos por envenenamento
Cão mestiço de chow chow foi um dos mortos em bairro | Foto: Arquivo Pessoal

Moradores do bairro Califórnia em Nova Santa Rita , Rio Grande do Sul, foram testemunhas do assassinato de sete cães supostamente vítimas de envenenamento. Deles, Max, Bebeto e Pirata morreram dentro do pátio da casa dos tutores.

Mais tarde, outros dois cães morreram na mesma região da rua Azaleia e no início da noite, outros dois cães foram envenenados. Um deles foi o cão sem raça definida chamado Pepe, que estava sob a guarda responsável da avó da moradora Talita Brandão.

O cão de 8 anos foi brincar com o companheiro e viu algo interessante na grama na frente da casa. Em poucos minutos, Pepe estava morto. “Foi muito rápido. Ele estava brincando comigo e logo em seguida começou a passar mal”, lembra a tutora.

Depois das mortes, três moradores registraram boletim de ocorrência na Polícia Civil. O responsável pelo crime possivelmente será identificado através da câmera de segurança instalada na casa da vizinha de esquina, que também perdeu animal no dia. “Temos um suspeito e queremos que ele pague por isso”, diz Talita.

Câmeras de segurança registraram crime
Mais de 2 cães foram mortos no mesmo dia | Foto: llustração

O chefe da investigação da Delegacia de Polícia de Nova Santa Rita, Luiz Santos, informou ontem que já está com as ocorrências em mãos. “Com certeza vamos investigar esse caso. Vamos requisitar as imagens dessa câmera para tentar confirmar a identidade desta pessoa. Recebemos três boletins”, comentou. Santos falou que não é comum os casos chegarem à delegacia. Ele acredita que as pessoas pensam que não irá adiante, mas reforça a importância de registrar, pois trata-se de um crime.

Caso você presencie maus-tratos a animais de quaisquer espécies, sejam domésticos, domesticados, silvestres ou exóticos – como abandono, envenenamento, presos constantemente em correntes ou cordas muito curtas, manutenção em lugar anti-higiênico, mutilação, presos em espaço incompatível ao porte do animal ou em local sem iluminação e ventilação, utilização em shows que possam lhes causar lesão, pânico ou estresse, agressão física, exposição a esforço excessivo e animais debilitados (tração), rinhas, etc. –, vá à delegacia de polícia mais próxima para fazer o Boletim de Ocorrência (BO), ou compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>