• Home
  • Tigres são espancados e privados de alimento durante dias em circo itinerante

Tigres são espancados e privados de alimento durante dias em circo itinerante

Tigre é espancado por adestrador em circo

0 comments

Investigadores secretos são alguns dos mais bravos heróis anônimos na luta pelos direitos animais. Eles testemunham em primeira mão o abuso e negligência de animais inocentes, o que é emocionalmente angustiante, especialmente para aqueles que amam e valorizam animais.

Tigre é espancado por adestrador em circo
Foto: Humane Society

Porém, graças aos esforços corajosos dessas pessoas, é possível saber a verdade sobre como os animais são explorados de diversos modos por seres humanos: a indústria da carne, de laticínios e ovos, as instalações de criação, os laboratórios e os circos são apenas alguns exemplos dessa realidade chocante.

A Humane Society dos Estados Unidos (HSUS) recentemente realizou uma investigação infiltrada para verificar o tratamento dos tigres explorados por Ryan Easley, um adestrador do ShowMe Tigers, que é contratado por circos itinerantes nos Estados Unidos.

Os vídeos revelam um abuso tão grande dos animais que algumas pessoas podem ter dificuldade de ver. As cenas mostram Easley violentamente chicoteando os belos tigres enquanto repetidamente grita com eles.

Os tigres amedrontados se escondem ao vê-lo, provando que são abusados pelo adestrador há um longo período.
Quando não são chicoteados e forçados a realizar truques não naturais, eles são mantidos em jaulas estreitas de 13 metros quadrados, onde se alimentam, dormem e evacuam sem qualquer espaço para fazer exercícios, revela a reportagem do One Green Planet.

Tigre é espancado por adestrador em circo
Foto: Humane Society

Enquanto os ativistas estavam no local, os recintos de exercício nunca foram sequer descarregados dos caminhões.
Além disso, durante 22 dias em que estiveram com Easley, eles testemunharam os tigres sendo privados de alimentos por cinco dias.

A HSUS pede a ajuda do público para impedir Easley e outros circos de abusar de animais. O grupo fez uma petição exigindo que os circos parem de usar animais em apresentações.

De acordo com a petição, uma reportagem da revista Forbes de novembro de 2016 mostra que ocorreu uma diminuição de 30% a 50% no número de frequentadores de circos nos últimos 20 anos, o que é uma excelente notícia.

A opinião pública ajudou a fechar o circo Ringling e Barnum & Bailey Circus, que fará seu último show no dia 21 deste mês. A petição explica que dois estados e 125 localidades nos Estados Unidos já aprovaram uma legislação que combate o uso de animais em circos.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>