• Home
  • Tartarugas resgatadas no litoral se recuperam em centro de Curitiba (PR)

Tartarugas resgatadas no litoral se recuperam em centro de Curitiba (PR)

0 comments

Tartarugas estão sendo tratadas em centro de Curitiba após ingerirem lixo
Animais serão submetidos a exames de raios X em clínica

Duas tartarugas que possivelmente ingeriram lixo deixado no litoral de Curitiba (PR), estão sendo tratadas pela equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação da Universidade Federal do Paraná (UFPR), no Centro de Reabilitação Temporário do Centro de Estudos do Mar.

Os animais que provavelmente resíduos sólidos deixados por pessoas na praia, serão submetidas a exames de raios-X em uma clínica de Curitiba. Depois que estiverem totalmente reabilitadas, serão devolvidas ao mar. Os exames serão realizados na Clinica Veterinária Bionostic.

A tartaruga da espécie Chelonia mydas, conhecida popularmente como tartaruga verde, aruanã ou uruanã, é herbívora e habita pastagens tropicais e subtropicais das bacias oceânicas do planeta.

Enquanto filhote, a espécie é onívora com tendências a carnívora; torna-se completamente herbívora a partir dos 25-35 cm de casco. Elas se alimentam de algas e monocotiledôneas marinhas, havendo uma predominância de um dos itens quando são mais abundantes do ambiente em que se encontram; podem também apresentar hábitos oportunistas em relação ao alimento.

As principais ameaças para a espécie estão ligadas à captura incidental na pesca, redução da principal fonte alimentar, caça, ocupação desordenada dos ambientes de desova e a poluição marinha.

Devolução ao mar

Recentemente, um grupo de cinco tartarugas verdes (Chelonia mydas) foram tratadas e devolvidas ao mar no município de Pontal do Paraná, no Litoral do Estado pela equipe do LEC que encaminhou os animais até o Centro de Reabilitação Temporário do CEM. As tartarugas com idade entre dois e sete anos foram encontradas na Ilha do Mel.

Com os cuidados da equipe técnica, formada por veterinários oceanógrafos e biólogos, os animais puderam descansar e, em 24h, estavam prontos para retornar à natureza. Segundo Liana Rosa, gerente do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (uma das organizações das quais o LEC faz parte), adultas, os espécies deste gênero de tartaruga medem até 1,2 metro (apenas de carapaça) e chegam a pesar cerca de 150 kg.

About the Author

Follow me


{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>