• Home
  • Processada por ato compassivo, Anita Krajnc é inocentada e se torna exemplo para o mundo

Processada por ato compassivo, Anita Krajnc é inocentada e se torna exemplo para o mundo

0 comments

Por Sophia Portes | Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Foto: HO-Elli Garlin

Anita Krajnc, processada por dar água a porcos de um matadouro que estavam a caminho da morte, foi considerada inocente pelo juiz David Harris. O julgamento ocorreu na manhã desta quinta-feira (04) em Milton, Ontário, no Canadá.

Krajnc é uma ativista do grupo Toronto Pig Save que admitiu ter oferecido água aos porcos, em junho de 2015, em um ato de compaixão pelas vidas daqueles animais, condenados à morte.

A acusação alegou que Anita estaria dando uma substância desconhecida aos animais que estavam sendo levados a um matadouro em Burlington, Ontário, na tentativa de impedir que eles fosse mortos. Mas o juiz rejeitou a alegação pela falta de provas.

Durante o julgamento, a defesa feita pelos advogado de Krajnc comparou os porcos com os judeus enviados para morrer nos campos de concentração durante o holocausto. Falaram também que a atitude de Anita poderia ser comparada com as ações de Ganghi e Nelson Mandela.

O julgamento da ativista comoveu diversos protetores e ONGs de defesa animais ao redor do mundo, inclusive celebridades como a atriz Mckenna Grace, estrela do filme “Gifted” e a atriz Maggie Q, conhecida pelo seriado Nikita.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>