• Home
  • Universidade estimula estudantes a dissecar gatas grávidas

Universidade estimula estudantes a dissecar gatas grávidas

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Ivan Stoyanov/publicdomainpictures

A prática de dissecar sapos durante aulas de biologia em escolas não é apenas brutal, como também é seriamente questionável. De acordo com pesquisas, aproximadamente 20 milhões de animais são usados anualmente para dissecações e propósitos semelhantes nos EUA.

Embora muitos argumentem sobre os “benefícios educacionais” de aprender sobre animais, essa prática é arcaica e precisa ser eliminada com urgência. Felizmente, hoje há diversas alternativas para ensinar os alunos sobre anatomia e que não exigem a morte de outros seres vivos.

Um caso particularmente perturbador de dissecação despertou recentemente a indignação do público. De acordo com uma petição colocada no Care2, informações e imagens de testemunhas oculares obtidas pela PETA expõem dissecções realizadas em gatas grávidas no Santa Monica College, segundo o One Green Planet.

Esta notícia chocante provoca ainda mais revolta contra a aceitabilidade de dissecações de animais. Além disso, muitos estudantes não se sentem confortáveis aprendendo dessa maneira cruel e, felizmente, eles muitas vezes têm a opção de participar ou não.

Forçar estudantes a dissecar animais como gatos e, o que é ainda mais agravante, gatas grávidas, não é de forma alguma uma ferramenta educacional, mas uma covardia que tem a capacidade de dessensibilizar e traumatizar também os alunos.

Por isso, é fundamental assinar a petição e pressionar a universidade para adotar métodos que não torturem outros animais.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>