• Home
  • Japão mata 333 baleias em caça anual no Ártico

Japão mata 333 baleias em caça anual no Ártico

0 comments

Foto: AUSTRALIAN CUSTOMS SERVICE/ AFP

A frota japonesa encarregada da brutal caça anual de baleias no Oceano Antártico voltou da expedição na última sexta-feira (31), depois de matar 333 animais. A frota partiu em novembro de 2016, alegando “objetivos científicos” para tentar justificar a matança, apesar de uma moratória internacional sobre a caça das baleias e a oposição da Austrália e da Nova Zelândia.

Segundo a agência nacional de pesca do país, a frota era formada por cinco barcos, que chegaram na sexta ao porto de Shimonoseki, no Oeste do país. Mais de 200 pessoas, incluindo membros da tripulação e suas famílias, se reuniram na recepção no porto.

Ainda que a agência defina a caça como uma missão “para estudar o sistema ecológico do Oceano Antártico”, grupos de ativistas pelos direitos animais e o Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) explicam que ela atende a interesses comerciais.

Diante da chegada da frota, a ONG Humane Society International pediu novamente ao Japão que abandone definitivamente a caça de baleias.

Foto: JIJI PRESS / AFP

“Cada ano que o Japão segue com sua desacreditada caça científica a baleias é um ano a mais em que se sacrificam estes animais magníficos sem necessidade”, lamentou Kitty Block, vice-presidente executiva do grupo. “Esta crueldade obscena em nome da ciência deve terminar”, acrescentou, em comunicado.

O TIJ já havia determinado uma temporada sem capturas de baleias entre 2014 e 2015 e que considera irreais os “objetivos científicos” do Japão. Em 2016, a frota nipônica também foi responsável pela morte de 333 baleias.

A Comissão Baleeira Internacional (CBI), da qual o Japão faz parte, aplica desde 1986 uma moratória à caça de baleias. Mas o governo de Tóquio aproveita uma brecha legal para alegar “investigação científica”. Mesmo assim, o Japão reconhece que a carne de baleias caçadas é vendida em mercados e até no cardápio de algumas escolas.

Infelizmente, o país mata baleia há anos. As caças mais recentes têm sido marcadas por protestos, principalmente da ONG Sea Shepherd.

Fonte: O Globo

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>