• Home
  • Casos de maus-tratos aumentam em 150.000 investigações na Inglaterra

Casos de maus-tratos aumentam em 150.000 investigações na Inglaterra

0 comments

Por Jéssica Presença / Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Imagem: RSCPA

O número de investigações relacionadas a crueldade animal realizadas pela RSPCA – Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals, (Sociedade Real para a Prevenção de Crueldade á Animais, em tradução livre),  aumentou cerca de 5% no ano passado para mais de 400 casos por dia, de acordo com números divulgados pela associação de proteção animal. Em seu relatório anual, a RSPCA alegou que havia investigado quase 150.000 casos em 2016. Ligações para sua sede, que atende chamadas 24 horas, aumentaram em quase 4%, com média de uma a cada 27 segundos.

Dermot Murphy, diretor-assistente da instituição inglesa, sugeriu que os números de maus-tratos não necessariamente tenham crescido. O fato das pessoas terem passado a compartilhar mais imagens em relação ao abuso animal, pode ter relação com o aumento de investigações.  “Eu acredito que os números do ano passado mostram que não estamos ficando mais cruéis, mas que as pessoas simplesmente estão menos dispostas a ficar de pé e não fazer nada se acharem que um animal está sofrendo. As pessoas estão cada vez mais propensas a compartilhar em suas contas de mídia social animais que acreditam que não estão sendo cuidadas adequadamente. Após verem o material partilhado de seus amigos, entram em contato conosco”, conta Murphy.

Imagem: RSCPA

Um total de 149.604 denúncias de abuso animal foram investigadas pela RSPCA em 2016, incluindo o caso de Reo, um pastor alemão de nove anos que, antes de ser encontrado, estava chorando de dor ,sofrendo com feridas abertas em suas orelhas, mandíbula e olho. Seu proprietário foi proibido de manter animais para a vida inteira após ser processado pela associação. Essa história tem final feliz, o pastor já tem uma nova família e está superando seu passado dia após dia. “Nunca deixa de me chocar os casos de extrema crueldade animal que a RSPCA tem sido chamada a investigar. Continuo a indignar-me e a entristecer-me que pessoas possam ser capazes de tal brutalidade em relação aos animais. Mas também me impulsiona a garantir que os autores da crueldade sejam colocados diante dos tribunais “.

Conheça um pouco sobre outros casos aterrorizantes citados pela RSPCA:

– Um bulldog que era constantemente  jogado escadas abaixo,  batendo todo o seu corpo enquanto caía;

– Uma píton e uma jibóia que foram decapitadas com um par de tesouras;

– Um cão shih-tzu esfaqueado na face e pescoço com uma faca de cozinha antes de ser deixado para morrer em plena luz do dia;

– Texugos que cavaram fora de sua toca e,  um grupo incentivou cães a atacá-los, enquanto filmava por um celular;

– Uma águia dourada mantida em uma cozinha apertada, cercada por vidro quebrado e latões vazios.

A maioria das denúncias recebidas pela RSPCA foi sobre o bem-estar dos cães (84.994), seguido dos gatos (36.156) e equinos (19.530). Já o maior número de queixas investigadas foi em Londres (11.812), seguido por West Yorkshire (7.920) e Greater Manchester (7.708). “As pessoas podem ver esses números como algo negativo, e eu certamente não tenho nenhuma satisfação de saber que qualquer animal sofreu. O que eu me orgulho é saber que, por causa da intervenção da RSPCA, impedimos que muitos outros animais sofram nas mãos de quem investigamos com sucesso e levamos perante os tribunais “, finaliza Murphy.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>