• Home
  • Tubarão é resgatado após ser mantido por três anos em aquário em Ribeirão Preto (SP)

Tubarão é resgatado após ser mantido por três anos em aquário em Ribeirão Preto (SP)

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Joel Silva/Folhapress

Um tubarão-lixa foi resgatado após ter sido mantido por três anos em cativeiro na casa de um aquarista em Ribeirão Preto (SP). Chamado de Dentinho, o animal que atualmente pesa 20kg, chegou ao local quando era apenas um bebê e foi mantido em um tanque de apenas 3.000 litros sendo alimentado com peixes e camarões.

Segundo o aquarista, ele resgatou o tubarão de um homem que supostamente o comeria em um churrasco. Ao invés de procurar as autoridades responsáveis na época, decidiu encarcerar o animal e elaborar ele mesmo uma dieta, que com o passar do tempo se mostrou ineficiente. Em entrevista à Folha de SP, o próprio aquarista, cujo nome não foi revelado, afirmou que o animal vivia apático, se movia nervosamente pelo aquário durante a maior parte do tempo e jogava grandes quantidades de água para fora do recipiente, demonstrando um claro estresse e dano psicológico.

A espécie de Dentinho está ameaçada de extinção desde 2004. Especialistas que realizaram o resgate afirmam que o animal ainda é um pré-adolescente, mas não puderam afirmar se o tubarão poderá ser reabilitado para sobreviver em seu habitat, devido ao seu desenvolvimento em um ambiente limitado.

O resgate foi realizado por uma equipe do Aquário de Ubatuba, litoral Norte de SP, com o acompanhamento da Polícia Militar Ambiental. Como o aquarista entregou o animal “voluntariamente”, foi eximido da responsabilidade pelos danos causados ao animal e não responderá judicialmente, mesmo tendo cometido crime ambiental.

Nota da Redação: O caso do tubarão Dentinho mostram como a Justiça é irresponsável e desrespeitosa com os animais. O tubarão foi privado de sua família e seu habitat ainda bebê, é enclausurado em um tanque minúsculo em relação ao desenvolvimento de sua espécie, é alimentado de forma inadequada e ainda corre o risco de nunca mais ser liberto, enquanto o responsável por causar danos irreparáveis ao animal não sofre nenhum tipo de punição. Desejamos profundamente que a equipe do Aquário de Ubatuba não enxergue o animal apenas como uma atração futura e perpetue o sofrimento do animal, mas sim que sua equipe se esforce o máximo possível para que Dentinho tenha um final feliz e possa desfrutar de sua liberdade inata em seu habitat com outros de sua espécie.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>