• Home
  • Fotógrafo documenta a angústia dos ursos polares confinados em zoos

Fotógrafo documenta a angústia dos ursos polares confinados em zoos

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Sheng Wen Lo

Para algumas pessoas, uma viagem ao zoológico soa como uma atividade agradável com amigos e família. Porém, qualquer amante de animais conhece a realidade por trás desses estabelecimentos que não são nada divertidos para os animais.

Muitos dos animais explorados por essas instalações nasceram na natureza e foram capturados ainda muito jovens, enquanto outros nasceram em zoos, conforme divulgado pelo One Green Planet.

Independentemente do caso, os animais mantêm seus instintos e comportamentos naturais, que são reprimidos pela vida em uma jaula. Como resultado dessa privação, é comum que os animais mantidos em cativeiro exibam comportamentos estereotipados não naturais. Essas ações aparentemente insensatas e repetitivas mostram como os animais expressam suas frustrações mentais ou físicas.

The March of the Great White Bear /《大白熊進行曲》 – 4 channel version from Sheng Wen Lo on Vimeo.

Quando o fotógrafo taiwanês Sheng Wen Lo começou a tirar fotos de ursos polares em zoos em 2011, ele foi impactado pelo ambiente antinatural em que viviam os ursos.

Ele rapidamente questionou se os ursos polares, animais que habitam um vasto e selvagem Ártico – podem prosperar em um ambiente com uma pequena piscina. Com base no comportamento perturbador dos animais, logo descobriu que não.

Desde então, ele passou meses em zoos na Europa e na China documentando como a vida em cativeiro é bárbara para esses animais. O trabalho de Lo é mostrado neste vídeo intitulado “The March of the Great White Bear” (A Marcha do Grande Urso Branco), uma compilação de ursos polares em cativeiro que andam continuamente de para frente e para trás.

Com a notícia do fechamento do Ringling Brother’s Circus e as informações poderosas reveladas pelo documentário “Blackfish”, é claro que as pessoas não querem mais ver animais mantidos em cativeiro.

Por isso, é fundamental ajudar a aumentar a conscientização do público e mostrar a realidade terrível que se esconde por trás das paredes dos zoológicos.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>