• Home
  • ONG de Araçatuba (SP) é forçada e devolver animais maltratados a canil

ONG de Araçatuba (SP) é forçada e devolver animais maltratados a canil

0 comments

Redação ANDA | Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução

Em dezembro de 2016, a APDA – Associação de Proteção e Defesa dos Animais, resgatou oito animais explorados em uma canil de reprodução na cidade de Araçatuba (SP). Os animais receberam cuidados da ONG por aproximadamente três meses, mas surpreendentemente uma liminar forçou a instituição a devolver os animais aos antigos guardiões.

A polícia fechou o canil que funcionava clandestinamente no dia 29 de dezembro de 2016 após denúncias realizadas pela APDA. O que foi encontrado no interior do local chocou a todos: os animais, todos de raça, estavam sujos, famintos, sedentos, feridos e muito doentes. O local parecia um verdadeiro campo de concentração. Além do fechamento, uma multa de 30 mil foi aplicada aos responsáveis pelo local. O caso foi publicado na ANDA e pode ser relembrado aqui.

Infelizmente, em uma ação de completo desrespeito à vida, uma liminar da justiça cedeu a guarda dos animais aos antigos tutores, os mesmo que os exploravam e maltratavam. A ONG faz um apelo e pede ajuda para recuperar os animais e dar sequencia ao tratamento veterinário, para que no futuro eles possam ser destinados a lares amorosos. “Pedimos encarecidamente, com urgência e desespero que alguém nos ajuda a obter estes sete animais de volta. Temos como provar a situação em que eles se encontravam quando os resgatamos e é uma dor muito grande saber que depois desse tempo sendo tratados, alimentados, cuidados e amados fomos obrigados a devolvê-los para o descaso e maus tratos dos antigos donos. Por favor, se alguém puder nos orientar ou ajudar neste caso, entre em contato. Juntos, somos mais fortes, então, por favor, nos ajude a ajudar”, afirmou uma das protetoras ao portal O Jornal da Região.

Quem puder ajudar pode entrar em contato com a Andréia Oliveira pelo telefone (18) 98807-9258.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>