• Home
  • Justiça será feita a gata que foi morta por estrangulamento em Portugal

Justiça será feita a gata que foi morta por estrangulamento em Portugal

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Gata foi morta em junho de 2016 | Foto: GRZEGORZ MICHALOWSKI/EPA

Na cidade de Coimbra, Portugal, um homem suspeito de matar uma gata por estrangulamento com um fio de nylon em 2016, será julgado por maus-tratos aos animais, de acordo com decisão de juíza do Tribunal de Instrução Criminal.

O arquivamento do caso, proposto pelo Ministério Público, foi deixado de lado após a emissão de “um despacho de pronúncia muito fundamentado, considerando que a prova indiciária era suficiente para que haja uma probabilidade muito razoável de que o arguido tenha cometido mesmo o crime”, emitido pela juíza do TIC de Coimbra, de acordo com o presidente da associação Gatos Urbanos, Jorge Gouveia Monteiro, que saia do tribunal. Em Junho do ano passado, a gata Camila foi encontrada enforcada com um fio de nylon, no logradouro do prédio onde vivia.

Apesar de estar contente com o julgamento do homem, o presidente dos Gatos Urbanos critica a investigação feita pela PSP, alegando que houve “falta de celeridade” e de “algumas diligências que poderiam ter sido muito importantes e que podem resultar num julgamento menos eficaz”. Para ele, a decisão do caso servirá de lição para a sociedade: “A decisão de hoje e a condenação que esperamos obter em julgamento é importante como uma mensagem deixada à comunidade e à sociedade”, afirmou.

A responsável pela gata, Ondina Ferreira, que apresentou queixa contra o criminoso, estava ”muito satisfeita” com o julgamento, embora esteja chateada com a morte do animal: “Nada vai trazer a Camila de volta, mas a possibilidade de fazer justiça agora é mais clara para mim”, revelou. Ondina acredita que deve ser feita justiça em nome de todos os animais que já sofreram maus-tratos no país e acredita que o sucesso deste caso seja importante para ajudar outros animais que passam por situações semelhantes.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>