• Home
  • Presidente sul-coreana é destituída e acusada de abandonar nove cães

Presidente sul-coreana é destituída e acusada de abandonar nove cães

0 comments

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Reuters

A ex-presidente da Coréia do Sul, Park Geun-Hye foi destituída pelo Tribunal Constitucional devido a um escândalo de corrupção. Neste domingo (12) ela deixou o palácio presidencial e seus nove cães, da raça jindo coreano, para trás. Uma associação de direitos animais denunciou a ex-presidente por abandono dos animais.

Reuters

Sete dos nove cães eram filhotes de dois jindos que haviam sido oferecidos a Geun-Hye no início de 2013, quando foi para o palácio.

A porta-voz da presidente destituída negou as acusações e garantiu que não houve abandono. Em declaração à Reuters, informou que a antiga chefe de Estado deixou os cães sob os cuidados de um funcionário do palácio e disse a ele que encontrasse alguém que os adotasse e que por isso, os deixou lá por achar ser o melhor para os animais.

Uma outra associação de defesa dos animais se prontificou a encontrar adotantes responsáveis para cuidar dos cães.

Os jindo são cães conhecidos por sua lealdade. São oriundos da Ilha da Jindo, no sudoeste da Coreia do Sul. A ex-presidente se desculpou pelo escândalo e foi viver em sua própria casa em Seul, capital do país.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>