• Home
  • Onça tem recuperação extraordinária depois de ser baleada

Onça tem recuperação extraordinária depois de ser baleada

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Andres Ortega

D’Yaria estava provavelmente aterrorizada na traseira de uma caminhonete. A onça-pintada de 11 meses foi retirada de seu lar na floresta equatoriana, mas também ficou gravemente ferida.

Em outubro de 2016, ela foi baleada várias vezes – havia 18 pelotas de espingarda alojadas dentro de seu corpo minúsculo. D’Yaria podia mover a cabeça e o pescoço um pouco e ainda conseguia rosnar, mas o resto do seu corpo tinha ficado paralisado.

Fazendeiros de Shushufindi, no Equador, haviam atirado em D’Yaria – pelo menos é o que acredita María Cristina Cely, veterinária da Darwin Animal Doctors, uma organização que ajuda animais.

“Esta é uma área em que onças são conhecidas por entrar em fazendas, então o que os moradores fazem é matar as onças para preservar as vacas. É muito triste”, disse Cely The Dodo.

Foto: Andres Ortega

Ela acredita que a mãe de D’Yaria também foi baleada e morreu. Caso contrário, ela ainda estaria com seu filhote.

Depois de levar um tiro, D’Yaria provavelmente correu para a floresta até não aguentar mais. Então ela desmoronou. Ela conseguiu se sentir segura ali por um tempo, mas estava em mau estado.

“Se ela não tivesse sido encontrada e não tivesse recebido tratamento, não teria sobrevivido. Ela estava paralisada e não teria sido capaz de beber água e caçar ou encontrar comida para si mesma”, disse Cely.

Felizmente, a ajuda chegou logo. Moradores locais que caminhavam pela floresta a encontraram e descobriram exatamente o que fazer – carregaram a onça na parte traseira de uma caminhonete e a transportaram para um hospital de animais na Universidade San Francisco de Quito, na capital do Equador, que ficava a cinco horas de distância.

Foto: Andres Ortega

Quando D’Yaria chegou ao hospital, uma equipe veterinária liderada por Andrés Ortega temia que ela não iria sobreviver porque estava muito ferida. Se ela resistisse, eles não acreditavam que voltaria a andar. Apesar das probabilidades não serem positivas, a equipe tentou fazer o seu melhor.

“Ela precisava de duas cirurgias principais para remover as pelotas e as áreas que estavam danificadas em sua espinha. Esse dano foi corrigido removendo a pequena almofada entre as duas vértebras no pescoço”, conta Cely.

Depois das cirurgias, os profissionais observaram-na cuidadosamente. Quando notaram que a onça era capaz de mover as pernas, souberam que ela iria ficar bem.

“Ela se levantou e começou a mostrar sinais de que não iria ficar quieta e foi aí que todos perceberam que ela ia conseguir”, relatou Cely.

Foto: Andres Ortega

A cada dia, D’Yaria ficava um pouco mais forte. Enquanto seus ferimentos cicatrizaram, ela teve que ficar em uma pequena jaula no hospital veterinário. Mas a equipe a manteve entretida dando-lhe papel triturado com o qual ela se divertia brincando, de acordo com Cely.

Depois de cerca de um mês, D’Yaria foi transferida para um grande recinto externo em um parque natural em Lago Agrio, no Equador. “Neste ponto, ela está 95% recuperada e corre pelos arredores. Ela tem corrido como se fosse o último dia de sua vida”, explicou Cely.

Os veterinários estão certos de que D’Yaria será liberada de volta na natureza. Esta é uma boa notícia não só para ela, mas também para sua espécie, que está atualmente listada como “quase ameaçada” na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação na Natureza (IUCN).

Foto: Andres Ortega

Antecipando a libertação de D’Yaria, a equipe tem tomado cuidado para que ela não se acostume com as pessoas.
“Seu contato com seres humanos será muito controlado na maneira que ela não reconheça um ser humano como um benfeitor ou um cuidador. De fato, durante seu tempo no hospital, ela odiava os humanos, ela rosnava cada vez que fazia exames”, enfatizou Cely.

“D’Yaria significa tigre valente e é isso o que ela tem mostrando. Ela é tudo o que seu nome diz, é uma onça-pintada muito corajosa, lutou por todo o caminho, a equipe tem muitas esperanças de que se recupere 100% e que seja libertada. Todo mundo está ansioso para vê-la crescer e se tornar uma onça adulta com seus filhotes”, concluiu.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>