• Home
  • Cão brinca como um recém-nascido após deixar passado doloroso para trás

Cão brinca como um recém-nascido após deixar passado doloroso para trás

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: GOR

Ao caminhar pela loja de um mecânico, você esperaria os aromas usuais do óleo de motores e escapamentos, mas o veterinário Marvin “Moose” Baynes detectou um cheiro diferente quando o grupo Guardians of Rescue (GOR) chegou ao local para salvar o dogo argentino Tito, de sete anos.

“Eu podia sentir o cheiro de suas orelhas antes de vê-lo”, disse Moose. Sentado em um sofá ao lado de Tito um mês depois, o veterinário lembra como reconheceu imediatamente o odor pungente de uma infecção de ouvido que estava fora de controle.

Um olhar em Tito confirmou que isso era real. Imundo e ferido, o corpo do cão contava uma história de uma negligência horrorosa. Ele estava muito baixo de peso, mal podia se mover e vivia com dores constantes.

Moose acredita que se Tito não tivesse sido salvo naquele momento, provavelmente teria sobrevivido por apenas alguns meses devido à infecção que devastava seu corpo magro.

Ele e seus colegas do GOR ficaram horrorizados com a aparência de Tito, mas o cão estava emocionado ao ver pessoas que queriam ajudá-lo. “Mesmo que estivesse agoniado com as orelhas, ele era muito afetuoso. Ele era apenas um poço de amor enorme desde o primeiro dia”, relatou Moose, que agora está tentando encontrar um lar para o cão.

Foto: GOR

Sob os olhos de Tito, Moose é um herói. Porém, os ativistas creditam o resgate à denúncia de uma mulher da vizinhança chamada Jazzy. De acordo com Robert Misseri, fundador e presidente da GOR, infelizmente, situações como a de Tito são muito comuns e não são atendidas a menos que as pessoas as denunciem.

Consternada pelas condições em que o cão vivia e pela determinação de seu agressor em continuar com ele, a mulher contatou o GOR. Quando Moose e outros membros da organização visitaram a loja, eles conseguiram convencer o responsável por Tito de que o cão ficaria melhor sob os cuidados do grupo.

“Ele compreendeu e nos permitiu levá-lo depois de uma conversa de 15 ou 20 minutos. Há ferros-velhos e oficinas, negócios que estão fora de vista. Estes animais são muitas vezes escondidos em lugares que as pessoas geralmente não veem”, esclareceu Robert.

Tito foi levado do local em que havia passado boa parte de sua existência e recebeu tratamento no hospital veterinário móvel do GOR antes de seguir em frente com sua nova vida.

Segundo Moose, desde o resgate, Tito ganhou quase 10 quilos e a liberdade para se divertir. “Ele era, embora afetuoso, bastante reservado quando o resgatamos. Agora ele é brincalhão e barulhento. Ele salta como um coelho. Ele saiu de sua concha. É ótimo vê-lo brincando, curtindo a vida no parque para cães, deitado no sofá e fazendo coisas que os cães devem fazer”, contou o veterinário.

Foto: GOR

Moose diz que as feridas e escoriações infectadas que cobriram o corpo de Tito secaram bem e suas orelhas melhoraram 10 vezes desde o resgate: “Ele estava com uma dor terrível que já não existe. Não há odor, nem vermelhidão, então ele melhorou rapidamente”.

A recuperação de Tito continua, mas não demorará muito para que ele seja adotado. Quando questionado se há uma chance do lar temporário de Tito tornar-se definitivo, Moose admite que ele pode falhar em promover sua adoção.

“Está ficando cada vez mais difícil vê-lo ir”, ele explica, acrescentando que sabe que há também muitas outras casas onde Tito poderia prosperar. Independentemente se for em sua casa ou na de outra pessoa, Moose prevê um futuro positivo para este cão com um passado de negligência.

“Não vejo nada além de dias bons em seu horizonte”, afirmou ao Dogster.

Moose e Robert esperam que a história de Tito inspire mais pessoas a se posicionar quando sabem de animais mantidos em condições semelhantes. Uma chamada anônima pode salvar um cão escondido em um armazém ou em uma loja de automóveis.

“Se você permanecer calado, isso significa que o animal sofre”, concluiu Moose.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>