• Home
  • Pit bull ganha nova vida após ser mantido como troféu e quase morrer de desnutrição

Pit bull ganha nova vida após ser mantido como troféu e quase morrer de desnutrição

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Bali Dog Adoption and Rehabilitation Centre

TinTin costumava ter um lar em Bali, na Indonésia, mas quando o pit bull ficou doente, seu tutor o levou ao veterinário e nunca mais voltou para buscá-lo.

O veterinário deveria ter ajudado TinTin, mas em vez disso ele deixou o cão dentro de um canil e mal se preocupava em alimentá-lo. Ebony Owens, diretora do Bali Dog Adoption and Rehabilitation Centre (BARC), suspeita que o tutor não estava dando dinheiro ao veterinário, que não se incomodou em alimentar ou cuidar de TinTin.

Em agosto de 2016, Owens recebeu uma mensagem no Facebook de um residente local que vira TinTin na clínica veterinária.

“Quando vi a foto de TinTin, sabia que o BARC tinha que ajudar. Tínhamos que agir rapidamente porque ele não tinha muito tempo, mas naquele momento não sabíamos o que havia de errado com ele – tudo o que poderíamos fazer era esperar”, disse Owens.

Owens levou TinTin para um local diferente – o Sunset Vet em Bali. Lá, a equipe veterinária imediatamente lhe forneceu fluidos e começou a alimentá-lo regularmente. Eles também fizeram exames de sangue completos para descobrir o que havia de errado com ele.

Foto: Bali Dog Adoption and Rehabilitation Centre

“Pensamos que pelo estado dele, deve ter tido insuficiência renal ou algo drástico, mas descobriu-se que ele tinha um caso leve de parasita de sangue transportado por carrapatos. Seu principal problema era a fome”, disse Owens.

É possível que TinTin já estivesse morrendo de desnutrição quando seu tutor original o levou ao veterinário, mas a negligência do primeiro veterinário certamente não ajudou.

Infelizmente, essa situação está longe de ser incomum. Em Bali, raças ocidentais como pit bulls são muitas vezes importadas para o país e mantidas como troféus ou símbolos de riqueza e poder, explicou Owens.

Mas esses chamados cães troféu não são bem tratados: eles geralmente são mantidos em gaiolas ou em correntes e recebem muito pouco alimentado.

“Há uma extrema falta de conhecimento aqui sobre o cuidado apropriado dessas raças [ocidentais], portanto, na maioria das vezes eles acabam atrás das grades por toda a vida com cuidados completamente inadequados”, esclareceu Owens.

Foto: Bali Dog Adoption and Rehabilitation Centre

“Um equívoco em Bali é que os cães devem ser mantidos em gaiolas, especialmente cães ‘caros’, que muitas vezes são mantidos apenas como símbolos de status de famílias abastadas. TinTin provavelmente foi mantido em uma gaiola da qual nunca saiu”, completou.

Cães ocidentais não são os únicos animais maltratados em Bali. Os cães indígenas de Bali – ou seja, os cães que viveram em Bali há mais de 12 mil anos – também são tratados com desdém e o governo balinês frequentemente mata os cães em massa com dardos envenenados.

BARC trabalha para salvar os cães de Bali, mas o grupo também faz tudo o que pode para ajudar outros animais, incluindo cães ocidentais como TinTin.

Foto: Bali Dog Adoption and Rehabilitation Centre

Ao longo de dois meses, TinTin se recuperou completamente – seu peso dobrou e ele está finalmente desfrutando de tudo que a vida tem para lhe oferecer.

“Ele é um menino muito ativo, então adora correr e brincar. Ama a atenção de qualquer pessoa, ainda tem 100% de confiança e fé nos seres humanos, mesmo depois de tudo o que lhe fizeram”, apontou Owens ao The Dodo.

Enquanto espera para ser adotado, ele está temporariamente vivendo em Canggu Pet Resort, que abriga vários cães resgatados pelo BARC. No local, TinTin brinca com seus amigos e até mesmo nada em uma piscina. “Ele ama isso!”, relatou Owens.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>