• Home
  • Macaco é liberto após ser mantido em cativeiro por 12 anos

Macaco é liberto após ser mantido em cativeiro por 12 anos

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto:  Laos Wildlife Rescue Center

É difícil imaginar como Sii, um macaco nemestrino no Laos, passou 12 anos preso como um animal doméstico, mas um fato é certo: sua vida mudou completamente.

Ativistas do Laos Wildlife Rescue Center (LWRC) libertaram-no da jaula e isso ocorreu porque a família que o mantinha em cativeiro finalmente percebeu que tinha que fazer o que era bom para ele.

“Sii foi mantido como um animal doméstico por mais de 12 anos por uma família que o amava muito, mas agora percebeu que ambos [eles] e Sii precisavam de ajuda para resolver a situação em que se encontravam”, escreveu o LWRC.

Foto: Laos Wildlife Rescue Center

Infelizmente, a situação dele não é incomum. Mesmo que seja ilegal, macacos são muitas vezes mantidos como animais domésticos em todo o sudeste da Ásia.

“Seus ‘fofos’ olhares de bebês são frequentemente o que faz as pessoas acreditarem que esta é uma boa ideia, porém conforme os bebês frequentemente tornam-se difíceis de lidar ou agressivos porque não faz parte de suas naturezas ficar dentro de uma casa ou trancados em gaiolas pequenas”, explicou o LWRC.

Embora o LWRC esteja com poucos recursos no momento, o grupo sabia que não poderia recusar a oportunidade de dar a Sii o lar que ele sempre mereceu – entre outros macacos. É provável que ele não tenha visto outro ser como ele desde que foi sequestrado da natureza ainda bebê 12 anos atrás.

Foto: Laos Wildlife Rescue Center

Quando os ativistas cortaram os elos metálicos de sua jaula, foi um momento emocional para a família que o amava como um animal doméstico. Mas eles sabiam que tinham que deixá-lo ir, então deram adeus, entre lágrimas.

Embora ele tenha uma vida totalmente nova agora, Sii ainda carrega as marcas de seu passado em cativeiro. Ele está cego em um olho e seus dentes estão podres e quebrados. Porém, os ativistas ainda o chamam de “o gigante gentil”, já que ele é o maior macaco que salvaram.

Foto: Laos Wildlife Rescue Center

Ele foi levado ao centro de resgate e recebeu tratamento médico, como uma cirurgia dentária para seus dentes destruídos.

Outros macacos que sofreram passados semelhantes encontraram um santuário no LWRC, onde vagam livremente no que o grupo chama de seus “campos de primatas”, segundo o The Dodo.

Foto: Laos Wildlife Rescue Center

“Acreditamos que ele tem boas chances de encontrar-se em um dos nossos campos de primatas em breve”, escreveu LWRC.
Quando isso ocorrer, Sii nunca mais terá que ficar sozinho.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>