• Home
  • Bezerros são eletrocutados em rodeios na Nova Zelândia

Bezerros são eletrocutados em rodeios na Nova Zelândia

0 comments

Por Filype Ruiz/ Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Supplied

O Ministério das Indústrias Primárias iniciou investigações após descobrir filmagens de bezerros sendo eletrocutados no norte da Nova Zelândia.

Lynn Charlton, da Anti-Rodeo Action (Ação Anti-Rodeio), capturou as cenas de crueldade recentemente. Chris Rodwell, chefe de ministério da Animal Welfare Compliance, diz que não pode comentar sobre a filmagem devido à investigação.

Marty Deans, presidente da associação Rodeo Cowboys da Nova Zelândia, negou que houve qualquer uso de choque em bezerros. De acordo com Martyn, o homem que aparece na filmagem próximo a um bezerro não teria de fato usado o aparelho de choque.

Porém, outra filmagem mostra cenas de um bezerro sendo violentamente laçado durante uma competição, outro bezerro ferido depois de uma montaria, um cavalo sendo puxado pela crina para parar de pular e uma vaca se rastejando enquanto tentava fugir.

Junto às organizações do bem-estar animal SAFE e SPCA, Charlton está usando as imagens em esforços para banir os rodeios na Nova Zelândia.

Em 2016, alegando que o código de conduta do rodeio era suficiente, o Ministério das Indústrias Primárias e o Comitê de Consulta do Bem-Estar Animal rejeitaram uma petição com 60 mil assinaturas pedindo o fim da prática bárbara.

Mas Charlton discorda: “Em várias cenas eu pensava que o animal ia morrer, por conta da forma que ele caia ou se deitava. Não há dúvidas que isso é uma brecha na lei do bem-estar animal, que declara que animais não devem ser submetidos à dor desnecessária ou aflição sem motivo. Qualquer pessoa com bom senso consegue ver que eles passam por isso apenas por entretenimento”, disse.

Arnja Dale, da SPCA, destaca que a prática de laçar bezerros devia ser banida, assim como o próprio rodeio. A filmagem foi mostrada para mais de 20 pessoas e apenas duas delas se mostraram contrárias à proibição.

“Não é preciso ser um especialista para saber que esses animais não estão em situações agradáveis e isso não é certo. Se não fazemos isso com cães e gatos, por que fazer com esses animais?”, questionou uma das pessoas.

Com a petição rejeitada pelo governo, a SAFE está pedindo às pessoas que boicotem os patrocinadores de rodeios.

A agência de turismo House of Travel obrigou uma de suas lojas a parar de patrocinar um rodeio, alegando preocupações éticas, considerando que rodeio não se encaixa nos valores da rede.

Ao ser questionado se a realização de rodeios faz parte de seus valores éticos, Keith Neiderer, gerente da LJ Hooker e patrocinador atual, declarou que “a empresa tem coisas mais importantes para se preocupar”.

A temporada de rodeios termina em 25 de março. Ainda há 15 deles para acontecer até lá, segundo a Radio NZ.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>