• Home
  • Policiais chineses encontram 50 produtos de marfim após proibição do comércio no país

Policiais chineses encontram 50 produtos de marfim após proibição do comércio no país

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: AP, Ben Curtis

Mais de 50 produtos feitos com marfim foram encontrados na China e dois homens foram presos depois que o país proibiu o comércio de marfim neste ano. Um homem magro, que parecia ter um estômago desproporcionalmente grande, despertou a suspeita de seguranças na estação ferroviária de Xangai na terça-feira (24) à noite, o que levou à sua prisão.

Os produtos foram comprados no Zimbábue e os dois homens foram presos enquanto estavam a ponto de embarcar em um trem.
Inspetores encontraram um longo saco de pano, envolto em torno do corpo do homem e que continha 10 itens de marfim e mais três cordões de objetos de marfim em sua mochila, informou a agência estatal Xinhua.

Enquanto isso, a polícia capturou o cúmplice do criminoso, que tentou fugir, e descobriu mais de 30 produtos na mala. A dupla, do condado de Taihe, província de Anhui, voou para Xangai do Zimbábue, onde eles trabalhavam, e planejava retornar à sua cidade natal de trem.

O homem magro, de sobrenome Li, disse que tinha feito o saco de pano para esconder as mercadorias em seu corpo, esperando evitar policiais. Zoólogos da associação local de conservação da vida selvagem disseram que os produtos foram feitos com as presas de elefantes africanos.

No mês passado, a China, o maior mercado de marfim, disse iria proibir gradualmente o processamento e as vendas de marfim para fins comerciais a partir deste ano.

A decisão ocorreu depois que a nação impôs uma proibição de três anos sobre as importações das presas de elefantes em março de 2016 em uma luta intensificada contra o comércio de animais selvagens e plantas, segundo o The Indian Express.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>