• Home
  • Chimpanzés explorados em pesquisas são libertados e agora vivem em paz

Chimpanzés explorados em pesquisas são libertados e agora vivem em paz

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: PB Nature
Foto: PB Nature

Um grupo muito especial de chimpanzés fêmeas anteriormente abusadas em testes está tendo a vida que merece pela primeira vez.
Estes novos começos são o resultado de anos de esforços para colocar chimpanzés em cativeiro na lista de espécies ameaçadas de extinção e também ocorreram graças ao NIH que decidiu libertar todos os chimpanzés usados para pesquisas. Por isso, chimpanzés torturados laboratórios estão finalmente começando o processo de aposentadoria.

Nove novas vidas

Depois de passarem a maior parte de suas vidas no New Iberia Research Center, Buttercup, Charisse, Emma, Gênesis, Gertrude, Gracie, Jennifer, Latricia e Samira chamarão o santuário de 236 acres do Project Chimps de seu novo lar. Finalmente, elas podem levar vidas saudáveis e normais, interagir e socializar em um ambiente mais natural e acolhedor.

O Projeto Chimps foi criado em 2014 e é liderado por Baeckler Davis – um primatólogo que foi diretor- executivo da Primate North American Sanctuary Alliance (NAPSA).

Foto: Project Chimps
Foto: Project Chimps

O santuário é uma referência em cuidados adequados para os primatas e possui um grupo de especialistas escolhidos por Davis e treinados em comportamento de chimpanzés comprometidos com a causa.

Eles fornecem cuidados ao longo da vida para os chimpanzés resgatados e lhes proporcionam um padrão de vida que contribui para o seu bem-estar emocional, físico e social.

Um novo lar

Há mais de 25 anos, a primatóloga Jane Goodall e o JGI têm trabalhado em colaboração com grupos de bem-estar animal para melhorar as condições dos chimpanzés mantidos em cativeiro.

A mudança na vida desses animais começou depois que os chimpanzés cativos foram oficialmente listados como ameaçados de extinção, juntamente com chimpanzés selvagens e o Serviço de Pesca e Animais Selvagens dos EUA anunciou que iria atender a petição legal feita pela Humane Society (apoiada pela JGI e outras organizações) para acabar com a “listagem dividida”.

Após esta mudança tão esperada, o NIH passou por um processo de reflexão e determinou que todos os chimpanzés explorados em pesquisa biomédica em suas instalações seriam liberados e começariam sua aposentadoria.

“Parabéns à equipe do Project Chimps e a seus parceiros por este feito histórico para chimpanzés. Apoio 100% e estou tão feliz em ver que este sonho está se tornando realidade”, disse Jane Goodall.

Este é o início de um plano maior que o projeto chimpanzés tem em parceria com a universidade de Louisiana em Lafayette para realocar mais de 200 dos chimpanzés aposentados da pesquisa que esperam a liberdade após o anúncio do NIH.

Foto: Project Chimps
Foto: Project Chimps

Cuidado e atenção individuais são fornecidos a cada chimpanzé, pois é vital que sua transição seja estabelecida com base nas necessidades específicas de cada um.

Os cuidadores, treinadores e outros membros do projeto se certificam de que estão construindo amizades orgânicas, duradouras e enriquecedoras com os chimpanzés e que os próprios animais têm seu próprio tempo e ritmo para se abrir para seus novos amigos e familiares. A sensibilidade que os chimpanzés possuem só pode ser comparada à nossa.

Deixando o uso de primatas em pesquisas de laboratório no passado

Os chimpanzés são uma espécie ameaçada de extinção, tanto em cativeiro como na natureza, e seu bem-estar é responsabilidade da comunidade global. Estes primos brilhantes e bonitos dos seres humanos merecem respeito e dignidade.

Tratá-los de uma forma que não lhes permite estar em um ambiente mais natural com suas necessidades sociais e emocionais atendidas é semelhante a uma sentença de prisão vitalícia.

É encorajador ver que histórias como essas estão surgindo, pois são lembranças de que há pessoas que lutam incansavelmente para dar uma boa vida para os chimpanzés confinados, declarou o Jane Goodall Institute.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>