• Home
  • Porco gravemente ferido agoniza de dor após ser jogado em lixo de fazenda

Porco gravemente ferido agoniza de dor após ser jogado em lixo de fazenda

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

 Foto: Youtube/L214
Foto: Youtube/L214

Um porco em agonia foi encontrado por um transeunte no lixo de uma fazenda no Departamento de Loire-Atlantique, no oeste da França. Ainda vivo, o animal estava em estado grave devido ao choque e chorava de dor.

Alertado pelos gritos vindos de uma bandeja de transporte da propriedade, o pedestre chamou a organização francesa Urgence Maltraitance Animale, que rapidamente enviou um veterinário para o local.

 Foto: Youtube/L214
Foto: Youtube/L214

Foi descoberto – como indicado por seu relatório – que o porco estava sofrendo de “hipotermia com hematomas e sufusão sanguínea e teria consequências neurológicas irremediáveis “, com base nisso ele foi morto para abreviar seu sofrimento.

O gerente da fazenda, que explora 850 porcos e tem o nome de Bleu-Blanc-Coeur, confirmou que o porco ficou preso em uma tubulação e, acreditando que ele tinha morrido, um funcionário jogou-o no lixo.

Em um comunicado para a imprensa, as organizações Urgence Maltraitance Animale e L214 indicaram que iam apresentar uma queixa contra a fazenda, sua gestão e contra o funcionário por abandonar um animal doméstico e pelo tratamento medíocre. Abandonar um animal doméstico é crime punível com dois anos de prisão e 30 mil euros em multas.

 Foto: Youtube/L214
Foto: Youtube/L214

A organização L214 publicou o vídeo do porco para criticar as condições abomináveis em que os porcos são criados em fazendas. Além disso, lembrou que 20% dos porcos morrem antes de atingir a idade em que serão mortos devido à forma como são tratados.

Existem milhões de porcos como este que são considerados apenas mercadorias e têm uma vida infernal em fazendas e em matadouros. Por isso, é fundamental adotar o veganismo e parar de contribuir com essa brutalidade, informou o Holidog Times.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>