• Home
  • Cadela explorada em fabrica de filhotes é resgatada e descobre o que é o amor

Cadela explorada em fabrica de filhotes é resgatada e descobre o que é o amor

0 comments

Foto: Divulgação / Kimberly Ann Barley
Foto: Divulgação / Kimberly Ann Barley

Uma cadela explorada em uma fabrica de filhotes em Taiwan teve suas cordas vocais cortadas, pois os criadores achavam ela latia demais. Quando a cachorrinha já não conseguia mais reproduzir, foi considerada inútil e largada em um abrigo altamente mortal.

Lá, ela ficava presa por uma corrente grande e pesada, com um identificador pendurado, no qual estava escrito 143, o mais perto que ela chegara de ter um nome.

Felizmente, a pobre cadela foi descoberta por Johanna Quinn, uma mulher que trabalha com uma instituição de resgate local, chamada Heart of Taiwan Animal Care. Ela conseguiu transportar vários cães, que estavam no corredor da morte, para o Canadá, através da Eleven Eleven Animal Rescue, incluindo a ‘número 143’.

Foto: Divulgação / Kimberly Ann Barley
Foto: Divulgação / Kimberly Ann Barley

Deram à cadela o nome de Akiko – que significa “brilho, brilhante” – e junto com seu novo nome veio uma vida inteiramente nova.

Akiko foi levada para a casa de Kimberly Ann Barley. Em seu novo lar temporário, ela dormiu por dias a fio, aproveitando o verdadeiro conforto pela primeira vez na vida.

Apesar de Akiko estar a salvo agora, ela não estava em boa forma. Estava extremamente desnutrida e sem muito pelo. Ela era portadora de dilofilariose e, também, tinha dentes podres que precisavam ser removidos.

Apesar de não estar com boa saúde, tudo que Akiko queria era que alguém a amasse e poder devolver esse amor. Ela encontrou o que procurava em Barley. As duas instantaneamente compartilharam um vínculo muito próximo.

À primeira vista, Barley não planejava ficar com Akiko. Ela a levou para encontros, durante os quais passou tempo com adotantes em potencial.

Foto: Divulgação / Kimberly Ann Barley
Foto: Divulgação / Kimberly Ann Barley

“Naquele dia, eu segurei as lágrimas cada vez que alguém preencheu os papéis da adoção”, disse Barley ao The Dodo. Entretanto, ao fim do dia, sua decisão havia sido tomada. “Eu sabia que não podia deixar minha amiga ser adotada por qualquer outra pessoa que não fosse eu”, ela disse.

A cadela, que teve as cordas vocais cortadas finalmente encontrou sua voz, que é uma defensora de cães de abrigo e dos animais em todos os lugares. #143 agora não é apenas um número, ela é membro da família, e será tratada com bondade e amor pelo resto da vida.

Acompanhe as aventuras de Kiko, em sua nova vida, pela página do Instagram dela.

Fonte: Warmiz

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>