• Home
  • Após relatório comprovando crueldade, Mumbai proíbe a exploração de animais em circos

Após relatório comprovando crueldade, Mumbai proíbe a exploração de animais em circos

0 comments

Por Rafaela Pietra | Redação ANDA – Agência de Notícias dos Direitos Animais

Foto: Divulgação | The Times of Índia
Foto: Divulgação | The Times of Índia

Em uma monumental decisão para proteger animais em circos, o Central Zoo Authority, órgão responsável por regularizar e monitorar a situação de animais em Mumbai, na Índia, cancelou seu reconhecimento a 21 circos que exploram animais selvagens em apresentações. Isto significa que os circos de todo o país (exceto o circo Ajanta, cujos animais estão sob escrutínio) não podem mais manter animais selvagens, como elefantes, em suas instalações. O CZA divulgou sua decisão após inspeções oficiais comprovarem o tratamento extremamente cruel dispensado aos animais.

Um ativista pelos direitos animais da Federação das Organizações de Proteção Animal da Índia (Fiapo) disse que o chefe do CZA, Dr. DN Singh, confirmou hoje o cancelamento do reconhecimento a 21 circos após a divulgação de fotos e vídeos dos animais explorados em circos.

“Depois de ver os vídeos e as fotos da investigação, a CZA se convenceu e tomou esta decisão vital. É uma medida bem-vinda”, disse o membro do Fiapo.

Prashanth V, gerente de campanhas sênior da Fiapo, disse: “Ficamos felizes com a decisão da CZA, que é uma validação do fato de que os circos são universalmente cruéis com os animais. O processo de treinar animais para executar truques não é natural. É abusivo, como mostrado nos relatórios de inspeção. A Fiapo reitera o seu apelo ao Ministério do Ambiente, Florestas e Mudanças Climáticas (MoEF & CC) para tomar conhecimento do presente e proibir o uso de todos os animais em circos “.

A campanha da Fiapo contra o abuso de animais em circos permitiu a reabilitação de mais de 160 animais explorados por 15 circos. A Federação, apoiada por 82 membros e mais de 200 ONGs em todo o país, também apresentou um relatório detalhado do “Estado de animais em circos na Índia” para o Ministério do Ambiente e das Florestas. Suas investigações têm mostrado animais com ossos quebrados; doenças infecciosas; doenças físicas e mentais permanentes sendo forçados pelos circos a executar truques.

Segundo o The Times Of Índia, mais de 40 organizações e 100 ativistas de 16 estados estiveram envolvidos no processo de divulgação da crueldade contra animais em circos como parte da campanha End Circus Suffering, que revelou a violação de várias disposições da Lei de Prevenção da Crueldade aos Animais, de 1960 (PCA) e das Regras de Registo de Animais para circos.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>