• Home
  • Tutores abandonam cachorro em residência vazia de Campo Grande (MS)

Tutores abandonam cachorro em residência vazia de Campo Grande (MS)

0 comments

Foto: Adriano Fernandes
Foto: Adriano Fernandes

Um cachorro foi aparentemente abandonado em uma residência de Campo Grande , e a situação tem preocupado vizinhos. Eles afirmam que os tutores se mudaram da casa há duas semanas e desde então, o animal uiva durante toda a noite, tem sinais visíveis de abandono e mal consegue latir de fraqueza.

Pela vizinhança, os moradores que preferem não se identificar, disseram que desde que os donos da residência se mudaram, pelo menos uma vez ao dia alguém vai ao local levar comida e água para o cachorro, já que no endereço, o fornecimento de água também foi interrompido.

Mas enquanto a reportagem esteve no local, no fim da manhã desta segunda-feira, 28, nenhum vasilhame continha água ou alimento. Dócil, ele mal consegue latir para quem se aproxima do portão do imóvel.

Além de ferimentos nas orelhas, o cachorro tem secreções nos olhos e unhas muito grandes. “Ele mal late e ‘chora’ bastante porque na residência tinha sempre alguém brincando com ele. Ele deve se sentir muito sozinho”, comentou um morador. Os uivos são ainda mais intenções a noite segundo um outro vizinho.

“Nos primeiros dias ele foi deixado trancado no espaço aos fundos do terreno e depois o portão foi aberto para que ele pudesse circular. Mas ele uiva a noite toda. Queríamos que alguém tirasse ele daí não só porque ele está sendo muito judiado, mas também pelo risco de alguma doença. Do jeito que ele está ali, provavelmente já deva estar com leishmaniose”, disse o morador.

Em situações como esta o denunciante deve entrar em contato com a Decat (Delegacia Especializada de Repreensão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista) pelos telefone (67) 3325-2567 (67) 3382-9271 para efetuar a denúncia.

A orientação é comparecer pessoalmente na delegacia para o registro de um boletim de ocorrência. Por ser um imóvel residencial fechado os agentes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) só podem ir até o local com o acompanhamento da polícia.

Constatado os maus-tratos o animal é recolhido e o tutor intimado para prestar esclarecimentos na delegacia. O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) também pode ser acionado pelos números 3314–5000 / 3314-5001.

A reportagem encaminhou o caso a delegacia.

Fonte: Sidrolândia News

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>