• Home
  • Milhares de gatos vivem nas ruas de Votuporanga (SP)

Milhares de gatos vivem nas ruas de Votuporanga (SP)

0 comments

Divulgação
Divulgação

Abandonar e maltratar  são vistos como crime pela lei federal 9605/98, porém, a prática continua sendo realizada em Votuporanga. O assunto veio à tona devido as discussões em torno da casa da árvore construída para gatos abandonados da praça Santa Luzia.

A árvore está condenada e o abrigo precisa ser retirado para que a Prefeitura e a Saev tentem recuperá-la. Alguns moradores não querem que os gatos sejam colocados em outro local e chamam a atenção quanto ao abandono de animais naquela região. De acordo com o último Censo Animal realizado em 2011, Votuporanga registrou na época aproximadamente 17 mil cães e gatos abandonados.

Em conversa com o A Cidade, o voluntário da Spavo (Sociedade Protetora dos Animais de Votuporanga) e vereador eleito, Leonardo Brigagão, o Chandelly, fez um apelo para a população. De acordo com ele, somente na praça Santa Luzia são mais de 30 gatos abandonados. “Já estamos tentando retirar os animais da casa da árvore, mas ainda não temos um lar provisório e nem ninguém para adotar, por isso estamos aguardando. Mas a situação de abandono naquela praça é muito grave”, comentou.

Mesmo que a atitude do Aurélio Sérgio Simonato de construir uma casa para os gatos tenha sido com boas intenções, para Chandelly a melhor solução é acabar com a prática de abandono na praça Santa Luzia. “Mais de 15 gatos já foram retirados da praça. Eu conversei com o padre Geomar e dei a ideia de colocar câmeras de segurança e placas no local para inibir o abandono. Ele disse que vai analisar a situação”, explicou. No local, moradores continuam deixando comida para os animais, um dos motivos pelo qual as pessoas deixam filhotes por lá.

O feirante João Valdecir Rodrigues é um dos moradores que não é a favor de deixar os gatos espalhados pela praça Santa Luzia. “Não tenho nada contra os animais, mas os gatos que ficam na casa da árvore estão trazendo problema para os feirantes, o mau cheiro que vem do local acaba afastando nossos clientes. Somos a favor de acabar com o abandono, lugar de animal é dentro de casa”, afirmou.

Outro ponto da cidade que Chandelly falou que o número de animais abandonados é preocupante é no bairro Parque das Nações. “Moradores daquele local, nas imediações da Mata dos Macacos, estão sofrendo também. Lá deve ter mais de 100 gatos abandonados e procriando a cada dia. A solução é a castração e a criação de um abrigo mantido pela Prefeitura”, falou o vereador eleito.

Sobre as castrações, Chandelly revelou que não acha justo castrar um animal e soltá-lo na rua novamente. “Os animais abandonados são castrados quando as ONG’s solicitam e quando há um abrigo para o animal, nem que for temporário, mas isso não acontece sempre também, porque são poucas castrações que a Prefeitura oferece”, disse.

Outro lado

Por outro lado, também em conversa com o A Cidade, o veterinário responsável pela Secretaria Municipal de Saúde, Dr. Élcio Sanchez Estevez Jr., afirmou que existe um projeto de abrigo para Votuporanga, porém isso ocorrerá apenas na próxima gestão. “Em alguns pontos da cidade onde existem muitos gatos, o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) recolhe, castra e os devolve no local. A ação acontece com o apoio de moradores locais. Existe uma lei estadual de 2008, que preconiza que os animais devem ser castrados e devolvidos no local”, ressaltou.

Segundo o veterinário, o ideal seria que a população não abandonasse os animais. O profissional elenca ainda, algumas ações contra o abandono e a procriação realizadas pela pasta. “As palestras sobre posse responsável realizadas pela Secretaria servem para orientar as crianças sobre responsabilidade para com os animais. Além disso, o município desenvolve o programa de castração gratuita, que desde o início já castrou cerca de seis mil animais”, disse Élcio, ressaltando que anualmente são 1.230 castrações, de acordo com a demanda.

Fonte: A Cidade de Votuporanga

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>