• Home
  • Investigação expõe o horror enfrentado por vacas para produção de carne kosher

Investigação expõe o horror enfrentado por vacas para produção de carne kosher

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/PETA
Reprodução/PETA

Ativistas pelos direitos animais viajaram para a América do Sul para expor um dos mais cruéis métodos industriais de assassinato de vacas no mundo, conhecido por usar “grilhões e içar os animais”.

Testemunhas oculares entraram no Frigochaco, um matadouro no Paraguai que envia até 700 toneladas métricas por mês de carne kosher para Israel.

O Paraguai é o sétimo maior exportador de carne bovina do mundo e fornece 40% de toda a carne kosher consumida em Israel. Equipes de matadores especializados são enviadas de Israel para a América do Sul.

Os funcionários controlaram as vacas com uma ferramenta afiada chamada “garfo do diabo”, enganchando-as pelo nariz. Depois de puxar as cabeças para trás, o funcionário cortou suas gargantas enquanto os animais estavam completamente conscientes, fazendo com que muito sangue jorrasse pelo local.

Mesmo depois que as gargantas foram abertas, o pior ainda estava por vir. Muitas vacas permaneceram conscientes, lutando desesperadas por suas vidas quando foram erguidas no ar.

Penduradas por uma perna, as vacas sangravam enquanto estavam conscientes, algumas por mais de dois minutos. Mas os funcionários começaram a retalhá-las mesmo assim, obrigando-as a enfrentar uma dor excruciante.

Muitas estavam vivas e cientes do horror que estava acontecendo quando um funcionário cortou atingiu suas espinhas com uma adaga para paralisá-las antes que outros começaram a desmembrá-las.

PETA
PETA

Os ativistas da PETA  e do Anonymous for Animal Rights (Israel) também obtiveram imagens de denunciantes de matadouros na Argentina e no Uruguai e de outro grande matadouro no Paraguai, sendo que todos usam este método bárbaro e chocante.

Na Argentina, trabalhadores foram filmados dando choques elétricos nas vacas acorrentadas e, em seguida, jogadas no chão para serem assassinadas. Um gancho afiado inserido no nariz dos animais é usado geralmente para controlar as vacas conscientes antes que suas gargantas sejam cortadas.

De forma chocante, representantes do gabinete do rabino-chefe de Israel defenderam anteriormente estes métodos repugnantes para a produção da carne kosher.

Entre 60 a 80% da carne exportada para Israel ainda é processada dessa maneira agonizante, considerada mais rápida e barata pelos matadouros. Esta crueldade cuidadosamente calculada permite que matadouros assassinem mais de 90 vacas por hora. As mortes ocorrem em um ritmo quase duas vezes mais rápido do que com outros métodos.

Nota da Redação:  O horror que se esconde por trás da indústria da carne é repugnante. Estas vacas são assassinadas de maneira atroz enquanto são torturadas ainda conscientes porque as pessoas insistem em manter hábitos de consumo que só geram destruição. É urgente que as pessoas mudem sua percepção sobre outros animais e passem a enxergá-los como seres que merecem viver em paz.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. ridículo, tudo mentira já trabalhei em um frigorifico e não é assim que funciona, são um bando de idiotas que não tem o que fazer e querem ganhar dinheiro fácil as custas dos outros……

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>