• Home
  • Nova crueldade: orangotangos viram alvos de rifles de ar

Nova crueldade: orangotangos viram alvos de rifles de ar

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Um orangotango cego foi encontrado crivado com pelotas de rifles de ar e à beira da morte. O crime chocante também tem colocado os problemas das espécies ameaçadas em evidência.

Tengku, um orangotango adulto do sexo masculino, está lutando por sua vida na unidade de terapia intensiva de um hospital veterinário depois de ser resgatado por trabalhadores do Orangutan Information Centre (OIC) em Sumatra, na Indonésia. Ele é um dos muitos orangotangos que foram feridos, traficados ou mortos por caçadores na região.

Trabalhadores da OIC – uma organização sem fins lucrativos – e do Gunung Leuser National Parke encontraram Tengku com um “ânus prolapsado “ provavelmente devido a um tiro disparado por um rifle de ar na área de Batu Katak.

“Ele estava vagando na plantação da aldeia de Batu Katak por semanas até que nossa equipe descobriu que precisava de ajuda. Assim que nós o sedamos com segurança, o enviamos para ficar em quarentena no Sumatran Orangutan Conservation Programme (SOCP) e fazer exames e tratamento médicos adicionais”, disse a OIC.

Depois que uma equipe de veterinários tirou raios-X de Tengku para fazer uma cirurgia de emergência, eles perceberam a gravidade de seus ferimentos.

Os raios-X revelaram que Tengku tinha “66 pelotas de um rifle de ar em todo o seu corpo”.

“Múltiplas pelotas entraram em seu corpo e em torno dos olhos de Tengku, um dos quais é completamente cego e terá que ser removido em breve”, declarou a SOCP.

Supplied
Reprodução/Supplied

Tengku hoje permanece em terapia intensiva na SOCP. Seu prognóstico é desconhecido, porém seu caso não é raro.
Ele é o quarto orangotango adulto selvagem com “ferimentos graves causados por rifles de ar” que a SOCP recebeu em apenas três meses.

“Este é o segundo caso de um orangotango selvagem adulto do sexo masculino que chega ao nosso centro e fica em quarentena com um prolapso do ânus causado por pelotas nos últimos dois meses. Outro foi um macho adulto, resgatado de uma plantação em Langkat, na Sumatra do Norte”, declarou um porta-voz da SOCP.

A OCI diz que salvou pelo menos 24 orangotangos neste ano. “Estamos recebendo tristemente relatos de animais que necessitam de ajuda o tempo todo”, disse o centro.

O fundador e diretor da OIC, Panut Hadisiswoyo, afirmou que os orangotangos foram caçados por várias razões: “Alguns fazendeiros sofrem perdas econômicas (atiram neles) porque orangotangos atacam suas colheitas, outros caçadores também atiram porque têm fácil acesso a eles”.

Os primatas são tipicamente caçados em áreas onde seu habitat foi destruído por plantações de óleo de palma e onde são mais vulneráveis. Hadisiswoyo disse que pelo menos 10 orangotangos foram traficados em 2015 apenas em Sumatra, mas há outros casos não identificados.

Reprodução/Supplied
Reprodução/Supplied

“(Eles são traficados) principalmente para serem criados como animais domésticos e alguns são enviados para zoológicos e safaris”, disse Hadisiswoyo.

O Orangutan Project explica que estes primatas são mamíferos extremamente pacientes e inteligentes. Eles são muito observadores e curiosos e há muitas histórias de orangotangos escapando de zoológicos depois de terem visto seus detentores destravando e trancando portas.

Tanto os orangotangos de Sumatra como de Bornéu são classificados como em risco crítico de acordo com a Lista Vermelha de espécies ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN).

Os seres humanos mataram mais de um milhão de orangotangos, mas nenhum deles matou um ser humano, apesar de serem sete vezes mais fortes fisicamente. Além dos caçadores, os animais enfrentam outras ameaças.

Eles tiveram 80% de seu habitat destruído por madeireiras, plantações de óleo de palma e incêndios florestais. Alguns especialistas preveem que os orangotangos estarão extintos do Sudeste Asiático dentro de 10 anos. A OIC estima que haja cerca de 14.500 orangotangos em Sumatra e 45 mil em Bornéu, segundo o portal News.

 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>