• Home
  • Vereadores propõem hospitais e Samu veterinários em Fortaleza (CE)

Vereadores propõem hospitais e Samu veterinários em Fortaleza (CE)

0 comments

Propostas ainda precisam de novas avaliações para serem aprovados ( Foto: Reprodução )
Propostas ainda precisam de novas avaliações para serem aprovados ( Foto: Reprodução )

Dois projetos que remetem à causa animal e tramitam na Câmara Municipal de Fortaleza ganharam força no mês de outubro. Além disso, uma nova proposta sobre a temática foi apresentada e aguarda a designação de um relator.

Apresentadas em junho deste ano, as indicações 132 e 133 do então vereador Pedro Matos (PSDB), que tramitam na Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa, ganharam relator. As indicações fazem referência à criação de um Hospital e de um Serviço de Atendimento Móvel Veterinário (SAMUvet).

A Indicação é o documento legislativo que tem como objetivo sugerir a outro Poder que adote providências ou sugerir que uma ou mais Comissões se manifeste sobre determinado assunto.

Saúde animal

Na proposta, o hospital deverá disponibilizar, além de atendimentos em geral, castrações, vacinações e até mesmo partos. Apesar da gratuidade proposta, só poderão utilizar os serviços donos que, comprovadamente, recebem até 2 salários mínimos (R$ 1.716).

Além da construção do hospital, a indicação 132/2016, que dispõe sobre a criação do serviço “SAMUvet” para a resgate e socorro de animais abandonados que tenham sofrido maus-tratos ou acidentes, também foi designada relator.

Pedro Matos, agora suplente de vereador, comemora o passo que a indicação deu. “Outros vereadores já haviam defendido a criação do hospital veterinário, mas infelizmente os projetos eram arquivados. Agora vamos acompanhar e batalhar pela discussão e aprovação em Plenário”, comenta.

Para ser aprovado, o projeto ainda tem que passar pelo Colégio de Líderes, ser discutido e entrar em votação.

Novo Projeto

A vereadora Cláudia Gomes (PTC) protocolou, na última semana, a Indicação 228/2016, que propõe a integração de um Hospital Veterinário Público ao Centro de Zoonoses.

Nele, o atendimento não se restringirá somente a consultas, mas a tratamentos e cirurgias gerais, inclusive ortopédicas e oftalmológicas.

Pelo documento apresentado por Claudia Gomes, será possível “garantir integralmente o atendimento veterinário e demais procedimentos, principalmente para os animais da população de baixa renda, evitando, assim, que algumas doenças possam contaminar pessoas que não têm condições de custear um tratamento veterinário em clínicas particulares”.

A Indicação foi encaminhada para a Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa e está aguardando o presidente designar relator.

Fonte: Diário do Nordeste

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>