• Home
  • Audiência Pública sobre vaquejadas vira show de horrores e quase teve agressões físicas

Audiência Pública sobre vaquejadas vira show de horrores e quase teve agressões físicas

0 comments

Divulgação
Divulgação

A Câmara dos Deputados sediou nesta terça-feira (25) uma Audiência Pública sobre as vaquejadas. Organizada por deputados favoráveis à prática, a sessão teve um bate-boca entre vaqueiros e ativistas antes mesmo de começar.

Durante 4 horas e 40 minutos, a sessão foi tumultuada com muitos insultos, gritos e falta de respeito. Pouquíssimos parlamentares defenderam os animais e, quando o fizeram, foram hostilizados.

Provocado por um outro parlamentar, que gritou repetidas vezes “Seja homem!” para ele apontando o dedo em sua direção, o deputado Ricardo Tripoli perdeu a cabeça e chegou a chamar o provocador para a briga durante a reunião (assista abaixo). A sessão chegou a ser interrompida por 2 minutos.

Outro fato marcante da reunião foi a acusação de que a atriz Alexia Dechamps, convidada do Deputado Ricardo Izar Jr (ambos da causa animal), teria ofendido a plateia. Segundo depoimento de alguns presentes, ela teria se virado e falado para que a plateia calasse a boca sobre desempregos causados pelo fim da vaquejada já que ela ajuda a pagar o Bolsa Família dos nordestinos. Em sua página no Facebook, a atriz negou a acusação (leia aqui).

Deputados a favor das vaquejadas disseram que vão levar o caso para a frente e acionar a justiça contra Alexia. Caso se comprove a acusação, a atriz pode ser enquadrada em crime de racismo por xenofobia.

A ativista e apresentadora Luisa Mell teve muita dificuldade para concluir sua fala quando foi chamada à mesa frontal do Plenário onde foi realizada a Audiência Pública. A sala estava lotada de ruralistas que hostilizaram fortemente a ativista. Quando falou, Luisa defendeu os animais e cutucou diretamente os pecuaristas, momento em que recebeu ainda mais vaias.

Um outro momento que marcou positivamente a reunião foi a breve fala de Carla Molento, representante do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). Segundo ela, a entidade acredita que a prática da vaquejada causa maus-tratos aos animais. É um parecer importante para o futuro da luta sobre esse assunto.

No geral, a Audiência Pública sobre as vaquejadas nesta terça-feira (25) foi um show de horrores. Muitos deputados usaram a palavra para defender as vaquejadas, sempre argumentando que trata-se de uma tradição e que gera dinheiro.

Leiloeiros de animais e empresários do setor também falaram por longas horas sobre como a vaquejada é supostamente importante para a economia do nordeste.

Alguns parlamentares prometeram que vão se empenhar para mudar a Constituição por meio de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para que as vaquejadas e os rodeios sejam definitivamente reconhecidos como patrimônio cultural do país.

Veja a Audiência Pública (a partir dos 40 minutos)

Fonte: Vista-se

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>