• Home
  • Saiba o que fazer quando o cachorro engasgar

Saiba o que fazer quando o cachorro engasgar

0 comments

Divulgação
Divulgação

De certeza que já aconteceu você estar comendo, o cachorro estar sentado ao seu lado e não tirar os olhos de cima da sua comida. E, ao primeiro descuido se cair alguma coisa, ele devora-a como se fosse um aspirador. A maior parte das vezes não acontece nada porque o pedaço de comida que caiu era pequeno ou, até se tratavam apenas de migalhas. Mas e se for um osso? Ou um brinquedo dos seus filhos que tinha um aroma delicioso? No caso do seu cachorro ficar com algo preso na garganta, deve levá-lo de imediato ao veterinário. Mas como tutor, existe uma série de ações que pode levar a cabo como primeiros socorros antes de recorrer à clínica veterinária. De seguida, vamos lhe explicar o que fazer se seu cachorro engasgar.

Sinais de que o cachorro está engasgando
Não podemos nem conseguimos seguir todos os passos que o nosso amigo peludo dá. Há animais mais enérgicos que outros, raças mais comilonas que outras e, por vezes apenas vemos certos sinais que nos fazem suspeitar e duvidar do que está acontecendo com o nosso cachorro. Outra coisa que devemos ter em conta é que os cães mastigam muito pouco ou nada, especialmente as raças que são mais comilonas por natureza, como o Labrador, o Golden Retriever ou o Beagle.

Um dos sinais que nos pode alarmar é se o cachorro começar a tossir constantemente, pois esse é um dos principais sinais de que pode estar com algo preso na gargante. Outros sinais que podem indicar que o cachorro está engasgando são levar a pata à boca, babar, dificuldade para respirar, boca ou gengiva azulada ou esbranquiçada, vômitos e até choramingando como se estivesse sentindo dor. Perante estes sinais, é provável que o seu cachorro tenha algo preso na garganta e esteja sentido um grande desconforto.

Socorrer um cão que está engasgado
Antes de ir para o veterinário, se o seu cachorro tiver algo preso na garganta pode tentar socorrê-lo seguindo estes conselhos:

Abra-lha a boca de imediato para observar toda a cavidade e ver se consegue extraí-lo manualmente. Tudo depende muito de que tipo de objeto tiver engolido para realizar você mesmo esta manobra ou ter de ir diretamente ao veterinário. Desta forma, não é recomendável extrair objetos que tenham pontas ou bordas afiadas como ossos lascados, agulhas, tesoura, etc.
Se se tratar de um cão pequeno pode colocá-lo de barriga para baixo para tentar tirar-lhe o objeto. No caso de cães grandes, elevar as patas traseiras será de grande ajuda.

Manobra de Heimlich: fique atrás do cachorro, de pé ou ajoelhado, rodeie-o com os braços e segure as patas com as suas pernas. Pressione por atrás das costelas para dentro e para cima, para começar a tossir. Quanto mais salivar melhor, pois assim será mais fácil o objeto deslizar para o poder expulsar.

Mesmo que consiga retirar o objeto com estas técnicas, deve sempre ir ao veterinário para avaliar possíveis lesões e possíveis tratamentos.

A ingestão de qualquer objeto pode levar a sérios problemas digestivos no animal. Por isso, devemos considerar dependendo do tipo de objeto ingerido quais serão os possíveis danos que podemos enfrentar. Pode se tratar de algum alimento ou planta que lhe tenha sabido mal e que apresente certos sinais caraterísticos como:
– Vômitos e/ou diarreia.
– Apatia e indiferença.
– Falta de apetite e/ou de sede.
– Salivação excessiva.

E se os primeiros socorros não resultarem?
Se tiver tentado fazer as técnicas que lhe explicamos e não tiver obtido sucesso, deve levar o seu cachorro no veterinário. Quanto mais tempo tiver passado pior será o tratamento, tendo que recorrer ao veterinário para extrair o objeto que o cachorro tem preso na garganta.

Primeiro deve-se detetar onde se encontra o corpo estranho através de uma radiografia. Os possíveis procedimentos a seguir serão indicados pelo veterinário e dependendo da situação. Os mais habituais costumam ser:

– Dentro das primeiras 48 horas em que o episódio ocorreu e segundo a sua localização, o veterinário poderá retirar o objeto com sedação e uma endoscopia, ou pode tentar tirá-lo com vaselina líquida via oral.
– Nos casos em já passaram mais de 48 horas, o veterinário irá avaliar a possibilidade de uma cirurgia para extrair o corpo estranho, visto que é provável ter se agarrado às paredes com as quais entrou em contato.
– É muito importante consultar o veterinário e não medicar o seu cachorro com antidiarreicos, antieméticos ou calmantes, porque a única que vai conseguir com isso é esconder o quadro e piorar a solução. Por isso, se já experimentou os primeiros socorros que referimos no ponto anterior e não conseguir retirar o corpo estranho da garganta do seu cachorro, consulte de imediato o veterinário.

Fonte: Perito Animal

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>