• Home
  • Novo método de tortura: espanhóis usam automóveis para perseguir e matar touros

Novo método de tortura: espanhóis usam automóveis para perseguir e matar touros

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Pacma
Pacma

Com suas longas e bárbaras tradições de promover touradas e corridas de touros em festivais anuais em todo o país, os espanhóis encontraram ainda mais maneiras de ferir e torturar os animais.

O grupo local de bem-estar animal e partido político Pacma acaba de divulgar uma compilação de vídeos que mostram pessoas em um campo remoto na província de Guadalajara perseguindo um touro dentro de veículos como SUVs, motocicletas e até mesmo a cavalo.

As pessoas o perfuram com lanças afiadas e atiram pedras conforme o animal aterrorizado corre e tenta escapar. Eventualmente, o touro exausto é baleado na cabeça e arrastado por um trator ou escavadeira.

Pacma
Pacma

“Centenas de veículos não iriam passar na inspeção devido às condições lamentáveis usadas para perseguir o animal”, disse a porta-voz do Pacma Silvia Barquero. Segundo ela, cerca de 100 municípios em Guadalajara promovem este horror a cada verão.

Eles são conhecidos como “encierros” – em homenagem à tradição de correr junto com os animais para a arena de touradas durante festivais, mas estes encierros ocorrem em campos vazios e não possuem qualquer ligação com a tradição das touradas.

“As comunidades têm feito isso há uma década e é uma manifestação genuína contra os animais”, disse Barquero FNL.

Os encierros não são ilegais, mas, de acordo com o The Mirror, a legislação espanhola proíbe a participação de pessoas sob a influência de drogas ou álcool.

Pacma
Pacma

“A Guarda Civil frequentemente está presente, mas não se esforça para que a lei seja cumprida”, explicou Barquero. Um porta-voz da polícia confirmou que tem havido um aumento de infrações nos encierros recentemente, mas negou que os eventos não são policiados.

De acordo com a Fox News, até o final de setembro, foram relatadas 294 infrações nos encierros apenas em Guadalajara, um aumento de 44% na comparação com o mesmo período em 2015, o que sugere que esses eventos têm crescido dramaticamente.

Uma pesquisa do Ipsos Moris realizada no início deste ano mostrou que 19% dos adultos com idade entre 16 e 65 anos apoiam as touradas e 58% são contra a prática.

“Espetáculos nos quais os motoristas perseguem, atacam e matam touros aterrorizados usando pedras, espadas e armas são perigosos também para a comunidade, pois mostram a aceitação de um nível de ‘violência como entretenimento’ que provavelmente irá se manifestar em outras atrocidades”, disse a porta-voz da PETA Alicia Aguayo.

Nota da Redação:  As touradas são uma forma bárbara de entretenimento e impõem uma extrema crueldade a animais indefesos assassinados covardemente. Esta nova “modalidade” dessa tradição arcaica e brutal é mais uma forma de aumentar a angústia dos animais, que ficam ainda mais amedrontados com a perseguição realizada com meios de transporte.  Esse horror já deveria ter acabado há muito tempo ao invés de inspirar mais métodos de tortura.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Espanhóis e as suas “tradições” bárbaras de merda. Tenho vergonha de que isso se passe aqui ao lado, e defendo que todo e qualquer apoiante de touradas ou espectáculos bárbaros com qualquer outro animal devia mandar um tiro bem no meio dos seus olhos. Tradição o caralho.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>